Kelly Slater sofre lesão no pé em Jeffreys Bay e terá que passar por cirurgia

Gazeta Press
Nota 10 de Filipe Toledo e lesão de Kelly Slater; veja como foi o round 2 em Jeffreys Bay

Um dos maiores nomes da história do surfe, o norte-americano Kelly Slater deverá passar por cirurgia nos próximos dias. Nesta segunda-feira, o surfista sofreu uma grave lesão no pé direito durante uma sessão de “free surf” na África do Sul, onde disputa a etapa de Jeffreys Bay do Mundial de surfe.

Slater havia se classificado para a terceira rodada da etapa de J-Bay e não participou da repescagem da competição, que aconteceu na manhã desta segunda. O futuro do norte-americano no torneio está ameaçado. Em sua rede social oficial, Slater afirmou que deverá passar por cirurgia.

“Acredito que terei que passar por cirurgia e seis semanas de recuperação. Não estou animado para as 30 horas de voo até minha casa antes da cirurgia”, escreveu Slater, que publicou uma foto do exame de imagem de seu pé. 

A WSL (World Surf League) publicou uma mensagem de apoio ao surfista, e desejou uma boa recuperação. Mesmo sem a confirmação oficial da desistência de Slater em J-Bay, o norte-americano não deve continuar na disputa pelo título da etapa.

11 vezes campeão mundial, Slater possui quatro vitórias na África do Sul (1996, 2003, 2005 e 2008). Kelly está empatado com Mick Fanning no posto de maior vencedor de Jeffreys Bay. 

O australiano, assim como Slater, venceu a etapa em quatro oportunidades (2002, 2006, 2014 e 2016), e ainda segue vivo na disputa da temporada 2017.

Confira na íntegra a mensagem de Slater:

Você já tentou colocar seu pé inteiro para trás? Se você já tentou, é assim que ele deve ficar. Eu peguei um tubo nesta manhã e a onda fez com que a prancha batesse no meu pé, pressionando o metatarso, como se esmagasse meu pé com um martelo o mais forte possível. Acredito que terei que passar por cirurgia e seis semanas de recuperação. Não estou animado para as 30 horas de voo até minha casa antes da cirurgia. É uma droga, mas muitas pessoas passam por situações horríveis todos os dias e um pé quebrado é um problema mínimo nesses casos. Às vezes uma coisa ruim pode ser algo bom. Vou fazer o melhor no meu tempo livre. Isso vai deixar uma marca.