Novo técnico do Barça responde sobre Paulinho, Neymar e diz: 'Melhores contratações estão aqui'

ESPN.com.br
Valverde concedeu entrevista coletiva nesta segunda-feira

Ernesto Valverde, novo técnico do Barcelona, concedeu entrevista coletiva nesta segunda-feira e falou sobre a atuação do clube na janela de transferências e suas primeiras impressões no trabalho com o elenco. Entre os assuntos em pauta, estiveram perguntas sobre os brasileiros Paulinho e Neymar.

Sobre o meio-campista atualmente no Guangzhou Evergrande, da China, o treinador evitou se aprofundar, assim como fez na maioria das perguntas envolvendo nomes de possíveis reforços.

“O Barça sempre está atento ao mercado. É difícil melhor o que há na equipe. Sempre saem muitos nomes, e o verão é longo, mas para mim, o mais importante é tirar o máximo de rendimento de meus jogadores”, respondeu Valverde, seguindo a linha do que já havia dito sobre Marco Verratti, do PSG.

“Minha ideia é trabalho no que tenho, sabemos o que em que estamos. Há muitos jogadores que querem vir para cá. Minha intenção é ter o melhor elenco possível, mas é muito difícil melhorar o que temos aqui”, disse o técnico, acrescentando não ter pedido qualquer contratação ao clube.

“Está claro que temos uma conversa (com a direção), mas pedir ‘este jogador’, não. Para mim, as melhores contratações são as que estão em minha equipe”, completou Valverde.

Puyol diz que Valverde tem estilo de jogo que 'se encaixa perfeitamente ao estilo do Barcelona'

Neymar também foi assunto da entrevista, depois que o jornal catalão “Sport” publicou que o brasileiro começa a demonstrar certo incômodo por “ficar sempre a sombra de Lionel Messi”, no que seria o entendimento de parte de seu estafe, segundo o diário.

Quem respondeu sobre isso foi Robert Fernández, secretário-técnico do clube, que respondeu se imaginava o Barcelona sem Neymar. “Isso não vai acontecer”, sentenciou.

Rivaldo aprova possível ida de Paulinho para o Barcelona: 'É um grande jogador'

Já Valverde falou do que espera do brasileiro em campo. “(Neymar) Tem muitas possibilidades de jogar em várias posições. Ele parte da esquerda, no Brasil faz diferente. O vejo bem na posição em que está.”