Bayern deixa corrida por Alexis Sánchez e diz que não contratará mais para o ataque

ESPN.com.br
Getty
Alexis Sánchez, em ação pelo Arsenal contra o Bayern de Munique
Alexis Sánchez, em ação pelo Arsenal contra o Bayern de Munique

Um dos nomes mais cobiçados desta janela de transferências, Alexis Sánchez não será reforço do Bayern de Munique, equipe que vinha sendo apontada como uma das interessadas no chileno do Arsenal. Quem garante é o próprio clube alemão, através de seu CEO, Karl-Heinz Rummenigge.

“Não sei o que ele disse, mas nós não estamos mais envolvidos”, disse o dirigente, antes da viagem dos campeões alemães para a Ásia, onde iniciam sua pré-temporada. “Nós estamos de acordo com o técnico (Carlo Ancelotti) e não vamos mais contratar para o ataque. Não faz sentido”, seguiu.

Rummenigge falou especificamente sobre a declaração de Sánchez, que, no fim de semana, disse que já tomou uma decisão sobre seu futuro, mas que tudo ainda dependeria do Arsenal.

“A verdade é que essa decisão não depende de mim. Eu tomei minha decisão, mas agora nós esperamos uma resposta do Arsenal. Depende deles, tenho que esperar o que eles querem”, afirmou o atacante, que também está na mira do Manchester City, em entrevista à rádio chilena “Radio Sport”.

Na última semana, o Bayern anunciou a chegada do meia colombiano James Rodriguez, emprestado por duas temporadas pelo Real Madrid, que pode atuar em mais de uma função na frente.

Do banco de reservas ao jogo: em detalhes, veja a 1ª partida de James Rodríguez pelo Bayern

Por outro lado, Rummenigge também falou que o português Renato Sanches pode deixar o Bayern, depois de uma primeira temporada sem brilho na Alemanha. Segundo o dirigente, o Milan tem interesse no jovem, de 19 anos, e pode acertar sua contratação em empréstimo de dois anos.