Aranha critica vaias da torcida gremista: 'É triste o conceito de vida deles'

ESPN.com.br com agência Gazeta Press
Fernando Dantas/Gazeta Press
Goleiro foi vítima de racismo em 2014
Goleiro foi vítima de racismo em 2014

Três anos após o grave episódio de racismo que sofreu na Arena de Porto Alegre, Aranha se reencontrou com a torcida gremista neste domingo e voltou a ter problemas. O goleiro da Ponte Preta foi vaiado por diversas vezes pelos espectadores e fez duras críticas às atitudes.

Logo após a derrota da equipe de Campinas por 3 a 1, na saída do gramado, Aranha foi questionado sobre a recepção por parte dos tricolores. Apesar de elogiar um cartaz de desculpas carregado por dois indivíduos, ele se mostrou magoado e lamentou as vaias.


“Não que eles não esquecem desse episódio, eles são assim aqui. Agora não diretamente, mas são assim”, declarou o arqueiro, ao SporTV, que completou.

“Não deu para ler (o cartaz), mas sempre tem as exceções. É triste o conceito de vida que eles têm aqui”.

Top10 da rodada tem caneta de Sheik, defesaça de Aranha e golaços; assista


O conflito do goleiro com os torcedores do Grêmio começou em 2014, quando ainda defendia o Santos. À época, o Santos visitou o Tricolor e Aranha sofreu injúrias raciais, sendo chamado, inclusive, de “macaco”. Por conta do lamentável episódio, o time de Porto Alegre foi punido com perda de pontos na Copa do Brasil, o que gerou a eliminação da equipe.