Seis meses depois, Rogério Ceni deixa o São Paulo

ESPN.com.br

Ceni não é mais técnico do São Paulo; Nicola diz que relação com dirigente tinha tomado 'caminhos estranhos'

Rogério Ceni não é mais técnico do São Paulo. 

Na tarde desta segunda-feira, o clube anunciou a saída do treinador, apenas seis meses depois de sua contratação.

"O São Paulo FC comunica que Rogério Ceni deixa o comando técnico de sua equipe principal. Em sua passagem como treinador, Ceni demonstrou a dedicação e o empenho que o caracterizaram como atleta. Desejamos boa sorte a este que sempre será um dos maiores ídolos de nossa história", escreveu o clube, em breve comunicado.

"O respeito e o reconhecimento pela grandeza de Rogerio Ceni, como figura histórica desta instituição, serão eternamente celebrados", disse o presidente da equipe do Morumbi, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, ao site oficial do clube. 



Segundo apurou a ESPN, a saída do ex-goleiro não foi em comum acordo. A diretoria são-paulina optou pela demissão por sentir que o "M1T0" perdeu o grupo e não tinha mais condição de recuperar o time no decorrer da temporada.

Pela equipe tricolor, Ceni fez 35 jogos oficiais como treinador. Foram 14 vitórias, 11 empates e 10 derrotas, o que dá um aproveitamento de 50,5%.

ESPN.com.br
[]

ESPN.com.br
[]

ESPN.com.br

Ele foi eliminado do Campeonato Paulista pelo Corinthians, na semifinal, da Copa do Brasil pelo Cruzeiro e da Copa Sul-Americana pelo modesto Defensa y Justicia-ARG.

No Campeonato Brasileiro, o São Paulo não vence há seis partidas e entrou na zona do rebaixamento no último domingo, ao perder por 2 a 0 para o Flamengo, na Ilha do Urubu.

Para Calçade, São Paulo precisa ficar alerta: 'Muitos estão tranquilos. E muitos grandes caíram assim'

Na pré-temporada, Ceni havia conquistado o torneio amistoso Florida Cup.