Montillo anuncia aposentadoria aos 33 anos e vai às lágrimas

ESPN.com.br
Montillo anuncia aposentadoria: 'Não vou ficar cobrando salário esperando para ver se consigo jogar'

Não foi do jeito que ele queria, mas Walter Montillo, de forma melancólica, pôs fim a sua carreira como jogador de futebol profissional.

No dia seguinte da rescisão de contrato com o Botafogo, o meia argentino anunciou em entrevista coletiva no estádio Nilton Santos, no início da tarde desta quinta-feira (de Brasília), que está parando aos 33 anos de idade.

"Não vou ficar aqui cobrando um salário esperando que um dia fosse dar certo", disse o agora ex-jogador, já sem conseguir segurar as lágrimas. "Tentei, da última vez fiquei dois meses treinando. Fiz tudo para tentar voltar, mas não consegui. Meu físico não deixou".

A decisão foi motivada pela quinta contusão sofrida por ele em 2017. A última delas ocorreu na panturrilha direita, o que o obrigou a ser substituído com apenas sete minutos do primeiro tempo contra o Avaí, no Nilton Santos, no começo da semana. "Eu senti vergonha na segunda-feira, como nunca tinha sentido", afirmou o argentino. "Foi o último soco que tomei".

O meia não conseguiu se livrar dos problemas físicos no time comandado por Jair Ventura.

Pressionado por torcedores, ele chegou a se oferecer para devolver os salários por meio das redes sociais, mas a diretoria alvinegra não concordou.

"Não foi sacanagem, não deu. Peço desculpas se não consegui corresponder às expectativas", declarou.

Em campo, Montillo não se acertou atuando ao lado de Camilo em campo.

Em seis meses, realizou apenas 17 jogos e chegou a comover os seus companheiros e comissão técnica com a sua situação.

"Fico muito triste pelo Montillo. O Botafogo passa uma realidade financeira muito difícil, e ele foi nosso maior investimento. Grande homem, grande jogador, super profissional, mas infelizmente as lesões têm atrapalhado. A gente vê o sofrimento dele. Fico muito triste pelo ser humano. Cara de grupo, fantástico. A gente vê a agonia, a situação de um cara que quer ajudar. Estamos em um dos momentos mais importantes do ano. Nosso grupo é enxuto. O momento é de tristeza", havia dito Jair Ventura.

Sobre Montillo, Sorín diz que se você decidiu que tem que parar, nem o Papa convence o contrário 

O camisa 7 foi a maior contratação do Botafogo para 2017, mas depois de três temporadas no futebol chinês.

Depois de ter chamado atenção na Universidad do Chile, o meia foi contratado pelo Cruzeiro em 2010, período em que viveu o auge da carreira. Ele venceu a Bola de Prata nas edições de 2010 e 2011 do Campeonato Brasileiro e conquistou um Mineiro.

Nelson Mufarrej, vice do Botafogo, esclarece a situação de Montillo: 'Ele disse a nós que vai parar'

Em 2013, transferiu-se para o Santos, mas não conseguiu repetir o mesmo nível que teve em Belo Horizonte. No ano seguinte, rumaria à China, antes de retornar ao Botafogo nesta temporada.

E para o futuro, o que Walter Montillo fará agora na vida?

"Eu tinha pensado em jogar um pouco mais. Sempre fui um cara de cabeça boa, de saber o que estou fazendo. Toda vez que tomei uma decisão foi sempre achando que era a coisa mais certa a se fazer. Vou descansar na primeira semana, tenho alguns projetos com meu empresário e com amigos do futebol. Mas não vou tomar decisões apressadas. Por exemplo, se eu pensar em ser treinador, não vai ser de uma hora para outra, vou estudar antes. Acho que estou preparado para estudar o que quero. Vou pegar uns dois, três meses para esfriar a cabeça. Ainda não sei se vou seguir com o futebol."