Conmebol multa e pune Peñarol com um jogo sem torcida por briga contra Palmeiras

Gazeta Press
Felipe Melo fala sobre punições e afirma novamente: 'Apenas me defendi'

A Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) divulgou na manhã desta sexta-feira a punição do Peñarol referente à briga ocorrida na partida diante do Palmeiras pela 4ª rodada da Copa Libertadores.

O clube terá de pagar uma multa de US$ 150 mil (cerca de R$ 500 mil) e jogará sua próxima partida como mandante com os portões fechados.

O clube uruguaio deverá cumprir a punição na última rodada da fase de grupos do torneio continental, quando recebe o Jorge Wilstermann-BOL, na próxima quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no estádio Centenário, em Montevideu.

Maurício Barros vê injustiça com Felipe Melo: 'O castigo é exagerado'

Sobre o mesmo caso, a punição para o clube brasileiro foi de três partidas sem a presença de torcedores no setor visitante e uma multa de US$ 80 mil (aproximadamente R$ 265 mil).

A pena alviverde foi bastante criticada por jogadores e dirigentes da equipe brasileira. Palmeiras e Peñarol podem recorrer sobre a decisão imposta da Conmebol.

'Indignação total'; Presidente do Palmeiras detona punição a Felipe Melo: 'Falta total de critério'

Na quarta-feira da semana que vem, o Verdão enfrenta o Atlético Tucumán, às 21h45, no Allianz Parque, pela última rodada da fase de grupos da Libertadores.

O clube brasileiro precisa de um empate para assegurar a sua classificação à próxima fase da competição.