Sem falar do Vasco, Rodrigo mira briga por titularidade na Ponte Preta

Agência Gazeta Press
Rodrigo chega na Ponte com ambições: 'Temos que sonhar com título brasileiro ou da Sul-Americana'

O zagueiro Rodrigo foi apresentado nesta quinta-feira no CT da Ponte Preta. O jogador de 36 anos retorna ao clube onde começou sua carreira como jogador profissional após 14 anos. E este regresso foi muito comemorado por parte do jogador, que já cogita até encerrar a carreira no vice-campeão paulista.

"Estou muito feliz em retornar à Ponte Preta. Aprendi muita coisa, e depois de quase uma volta ao mundo, consigo retornar aqui. É um lugar onde eu gostaria de jogar novamente, quem sabe até encerrar a carreira, mas não pretendo encerrar tão cedo porque estou jogando em alto nível. E isso é o que me motiva. Não queria voltar pra cá simplesmente para fazer uma festa e encerrar carreira, mas sim voltar para ajudar da melhor maneira possível dentro de campo", declarou o defensor.

Ao ser questionado sobre o Vasco, o jogador preferiu não comentar sobre sua saída conturbada do time cruzmaltino e preferiu ressaltar os pontos positivos da Ponte Preta. "A respeito do Vasco eu não vou falar. Temos coisas mais importantes para abordar, como a estrutura que eu encontrei aqui, o elenco da Ponte. Hoje é um dia tão especial para mim, retornando ao clube após 14 anos. Este papo de Vasco podemos deixar mais pra frente", disse o novo contratado.

'Não queria voltar só para fazer uma festa e encerrar a carreira', diz Rodrigo em retorno à Ponte

Com o nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF, Rodrigo está regularizado para estrear pela equipe já neste domingo, contra o Botafogo, às 18h (de Brasília), no estádio Nilton Santos . Treinando junto de seus novos companheiros há uma semana, o zagueiro se disse pronto para causar dor de cabeça em Gilson Kleina.

ESPN Bola de Prata Sportingbet: veja a seleção da 1ª rodada e entenda o formato 2017

"Eu estou à disposição. A princípio, o jogador quer jogar sempre. Mas eu sei que meus companheiros estão à minha frente, estão aproveitando a chance e eu tenho que esperar o momento em que chegar a minha chance. Por enquanto o Gilson não está com dor de cabeça, quando eu começar a jogar, aí sim o Gilson terá a dor de cabeça", brincou o jogador.