Presidente do Bahia detona arbitragem: 'Final não é lugar de menino'

ESPN.com.br
Edson Ruiz/COOFIAV/Gazeta Press
Marcelo Sant'Ana, presidente do Bahia
Marcelo Sant'Ana, presidente do Bahia

Depois do empate do empate com o Sport na Ilha do Retiro por 1 a 1 nesta quarta-feira, o presidente do Bahia, Marcelo Sant'Ana, demonstrou toda sua insatisfação com a arbitragem de Antonio Dib Moraes de Souza (PI). A ida da final da Copa do Nordeste teve um gol anulado dos visitantes, que ainda reclamaram de um pênalti em Allione. Além disso, o gol do Sport saiu de um escanteio polêmico.

"Um escândalo de arbitragem como esses não vamos ver em salvador não. Com 45mil pessoas quero ver se vai ter uma arbitragem que seja homem de fazer uma arbitragem lamentável que a gente viu aqui. Futebol tem que ser decidido por atleta, todo mundo aqui no Bahia e no Sport, que são os dois maiores times do Nordeste, trabalham muito para ter uma arbitragem brincalhona como tivemos aqui. Quando o Hernane falou, com todo respeito ao Piauí, que não pode botar um árbitro desse, qual time do Piauí está na Série A, B ou C? Que nível de jogo ele acompanha no ano para estar na final da Copa do Nordeste?", afirmou o presidente, que ainda apontou que "final não é lugar de menino".

Sálvio diz que gol do Bahia foi corretamente anulado na final da Copa do Nordeste

"Tem que dar seriedade, rapaz, tem que botar gente para trabalhar com dignidade para os jogadores decidirem. Está aqui meu convite para a diretoria da CBF vir a Salvador para ver o que está acontecendo na competição, não só em vídeo, ver no dia a dia, o trabalho", disse Sant'Ana.

Questionado sobre se entraria com uma representação na CBF, o dirigente respondeu: "a representação que teve foram os 90 minutos. O Allione tomou cotovelada, e ele não fez nada, o Lucas tomou tapa na cara, e ele não fez nada. Queremos critério, competência, ninguém no Bahia quer ser favorecido. Não queremos ser prejudicados sistematicamente. vou falar devagar: não queremos ser prejudicados sistematicamente".

O segundo jogo da final ocorrerá na próxima quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), na Fonte Nova.