Mattos não descarta Sassá, do Botafogo, no Palmeiras: 'Se aparecer uma situação boa'

Marcus Alves, de São Paulo (SP), para o ESPN.com.br
Thiago Ribeiro/Gazeta Press
Sassá foi afastado pela diretoria do Botafogo
Sassá foi afastado pela diretoria do Botafogo

Afastado do Botafogo, Sassá pode ter como destino o Palmeiras.

Em premiação do Conafut, 1ª Confederação Nacional de Futebol, em São Paulo, o diretor de futebol alviverde, Alexandre Mattos, não descartou a chegada do jogador de 23 anos, que viria para preencher a lacuna deixada pelas saídas de Alecsandro e Rafael Marques para Coritiba e Cruzeiro, respectivamente. Ele deixou claro que aguarda por uma "situação boa" para resolver o assunto.

O atacante tem contrato em General Severiano até o fim da temporada e foi punido pelo clube pela segunda vez em 2017.

Oferecido na Academia do Futebol, ele pede salário de R$ 300 mil para renovar e R$ 5 milhões em luvas.

"A verdade é que é gostoso ver qualquer jogador que, por algum motivo, esteja disponível no mercado falarem no Palmeiras. Acho que tem muito também porque o Cuca foi claro: saíram dois atacantes, o Alecsandro e o Rafael (Marques), pode ser que, se aparecer uma situação boa, o Palmeiras atue nessa posição até pela quantidade de jogadores que a gente tem ali", afirmou Mattos.

"Mas no momento o que a gente tem é a chegada do Juninho, Luan e a do Mayke para fazer a composição de elenco e fortalecer ainda mais com qualidade", completou.

Perguntado se já conversou com os representantes de Sassá, o executivo desconversou.

"Tudo internamente. A gente fala dos jogadores que chegaram", concluiu.

Pesa contra o nome de Sassá na lista palmeirense o detalhe do atleta não poder mais atuar na Libertadores e na Copa do Brasil neste ano.

O Palmeiras confirmou recentemente as chegadas do lateral direito Mayke, do Cruzeiro, e dos zagueiros Juninho, do Coritiba, e Luan, do Vasco.