Caio Bonfim fica em 30º na Copa Pan-Americana de Marcha Atlética

Gazeta Press
Divulgação
Brasileiro Caio Bonfim foi atrapalhado por virose na capital peruana
Brasileiro Caio Bonfim foi atrapalhado por virose na capital peruana 

Caio Bonfim e Liliane Priscila Barbosa representaram o Brasil no primeiro dia de competições da 18ª edição da Copa Pan-Americana de Marcha Atlética, realizada em um circuito de 1 km montado na Avenida José Larcos, em Miraflores, um dos distritos de Lima, no Peru.

Nos 20 km masculinos, o brasiliense Caio Sena Bonfim terminou no 30º lugar, com o tempo de 1h31min47s. Quarto colocado nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro 2016, ele disse que não conseguiu acompanhar o ritmo da prova disputada na capital peruana.

"O dia não foi bom. Não consegui fazer o que sempre faço. A prova dos 20 km é dura, cansativa e dei de tudo para diminuir a diferença, mas não consegui chegar mais à frente. No hotel, foi constatada uma virose, que atrapalhou a minha hidratação", explicou o marchador, que no dia 2 de junho disputa o GP de La Coruña, na Espanha.

O colombiano Eider Arevalo confirmou a boa fase e conquistou a medalha de ouro em Lima ao fazer a marca de 1h21min01s. O canadense Benjamin Thorne (1h21min15)s e o mexicano Omar Yussamid (1h22min00s) completaram o pódio.

No feminino, prevaleceu o favoritismo da mexicana Maria Guadalupe Gonzales, medalha de prata nos Jogos 2016 e ouro no Pan-Americano 2015. Ela fez 1h28min09s, novo recorde da prova. A peruana Kimberly Garcia e a equatoriana Paola Bibiaperez quebraram os recordes nacionais de seus países, com 1h29min15s e 1h30min00s.

A brasiliense Liliane Priscila Barbosa concluiu as 20 voltas no circuito de 1 km em 1h48min21s, terminando na 26ª colocação. A competição termina neste domingo, com a realização das provas masculina e feminina dos 50 km. O Brasil será representado pelos catarinenses José Alessandro Bagio e Nair da Rosa.