Klinsmann volta à Argentina após 30 anos, visita CT do Boca e verá Superclásico na Bombonera

ESPN.com.br
Divulgação
Jurgen Klinsmann e os irmãos Barros Schelotto no CT do Boca Juniors
Jurgen Klinsmann e os irmãos Barros Schelotto no CT do Boca Juniors

Um dos grandes atacantes do futebol mundial nos últimos tempos e hoje treinador, Jurgen Klinsmann desembarcou na Argentina a convite do técnico do Boca Juniors, Guillermo Barros Schelotto, e acompanhará in loco pela primeira vez o Superclásico contra o River Plate, neste domingo, na Bombonera.

Campeão mundial em 1990 pela seleção alemã - ganhando na final exatamente da Argentina -, Klinsmann voltou ao país sul-americano após 30 anos a convite de Schelotto; eles têm um amigo em comum, Sigi Schmid, que treinou o alemão no Columbus Crew, da Major League Soccer (MLS).

Chute surpreendente de Maradona, falta perfeita de Riquelme e mais; veja gols históricos do Boca contra o River

"Estive neste país há 30 anos, em 1987, para jogar um amistoso contra a Argentina quando começava minha carreira na seleção alemão e depois não tive a possibilidade de voltar. Mas sempre quis viver um superclásico, e o convite de Guillermo não pude resistir. Ele está começando sua carreira, mas se nota que é um grande técnico. Tem um futuro imenso", disse o ex-atacante, atualmente sem clube.

Ele foi ao CT do Boca, o complexo Pedro Pompilio, conversou com Guillermo e Gustavo Barros Schelotto e conheceu os atletas do time xeneize.

Batida perfeita de Francescoli, bela cobrança de Gallardo e mais; veja gols históricos do River contra o Boca

O clássico deste domingo na Bombonera, válido pela 24ª rodada do Campeonato Argentino, tem o Boca Juniors na liderança com 49 pontos e o River Plate em quinto com 42, mas com um jogo a menos do que o arquirrival.