De hora de trabalho de CR7 em propaganda a contratos obscuros: 'Livro bomba' revela submundo do futebol

João Gabriel, do ESPN.com.br
Getty / Montagem ESPN
Cristiano Ronaldo, Ibrahimovic, Bale e Pogba são alguns dos envolvidos em casos revelados pelo Football Leaks
Cristiano Ronaldo, Ibrahimovic, Bale e Pogba são alguns dos envolvidos em casos revelados pelo Football Leaks

O livro Football Leaks: The Dirty Business of Fottball (em português, Football Leaks: O Negócio Obceno do Futebol), um trabalho investigativo de dois jornalistas da revista alemã Spiegel, promete abalar o mundo do futebol.

No livro, lançado nesta semana, Rafael Buschmann e Michael Wulzinger investigaram uma série de contratos e negócios do mundo da bola e condensam tudo na nova publicação. O jornal Daily Mail teve acesso ao material com antecedência e divulgou diversas denuncias feitas no trabalho.

Foi revelado, por exemplo, que o título da Champions League conquistado pelo Real Madrid, em maio do ano passado, "custou" ao clube mais de R$ 2 milhões (£ 500 mil).

Veja como o Real comemorou a classificação à final da Champions no vestiário do Vicente Calderón

De acordo com os jornalistas, essa foi uma cláusula acordada na demissão Rafa Benítez, treinador que antecedeu Zinedine Zidane, de seu cargo - isso e uma multa rescisória de £ 8,5 mi (R$ 34,5 mi).

Serena Taylor/Newcastle United via Getty
Após ser demitido pelo Real, Rafa Benítez foi para o Newcastle, que acabou rebaixado
Após ser demitido pelo Real, Rafa Benítez foi para o Newcastle, que acabou rebaixado

Eles também mostram que meio expediente de trabalho de Cristiano Ronaldo vale a bagatela de £ 920.000,00 (quase R$ 3,8 milções).

Foi o que desembolsou a empresa Saudi Telecom por quatro horas e meia do astro: um ensaio fotográfico, cinco camisas autografadas e duas menções nas redes sociais, A empresa também obteve o direito de explorar a imagem do português, mas apenas no Oriente Médio e norte do continente africano.

Eles contam também que o primeiro jogador a custar mais caro que Cristiano Ronaldo quase não o foi.

Getty Images
Bale, Benzema e Cristiano Ronaldo, o trio de ataque do Real Madrid
Bale, Benzema e Cristiano Ronaldo, o trio de ataque do Real Madrid

O motivo? Justamente não ultrapassar a quantia paga ao Manchester United oito anos atrás e não criar problema com o craque.

Segundo o livro, a contratação de Gareth Bale pelo Real Madrid junto ao Tottenham por £ 85 milhões (R$ 346 mi), em 2013 - R$ 20 mi a mais que o valor pago pelo português (2009) -, quase teve um valor diferente divulgado: £ 77.000 milhões (R$ 313,5 mi).

Entretanto, hoje o recorde de maior transferência da história do futebol pertence a outro jogador: Paul Pogba, que veio da Juventus ao Manchester United por £ 89 milhões ( R$ 426,5 mi).

Rumo à final! Natalie Gedra fala da preparação do Manchester United para a semi da Europa League

Para pagar uma quantia tão alta ao clube italiano, os ingleses não puderam oferecer um salário base tão volumoso ao astro francês: £ 8,61 mi por ano e £ 3,87 mi de direitos de imagem (respectivamente, R$ 34,9 mi e R$ 15,4 mi).

Mas não pense que Pogba está ganhando pouco.

O livro esmiuçou as 41 páginas do contrato entre as partes e descobriu as cláusulas que fazem do camisa 8 um dos mais bem pagos da equipe.

Se conquistar uma vaga na Champions League, por exemplo (algo que acontecerá caso os "Red Devils" vençam a Europa League), seu salário anual aumentaria em R$ 7,6 mi e seu contrato de imagem iria para R$ 12,6 mi.

Fora isso, também existe uma cláusula de lealdade: a cada temporada que Pogba ficar no United, sua remuneração por ano cresce em mais de R$ 14 mi, valendo a partir de 2018/19. Finalmente, caso seja indicado ao prêmio de melhor jogador do mundo, somemos mais quase R$ 4 mi a esta conta bancária.

Getty Images
Pogba e Ibrahiomvic foram as duas principais contratações do United na temporada
Pogba e Ibrahiomvic foram as duas principais contratações do United na temporada

Mesmo assim, o maior salário do futebol inglês pertence à Zlatan Ibrahimovic, que recebe, por semana, £367,6 mil, totalizando £19,11 mi por ano (respectivamente, quase R$ 1,5 mi e R$ 77,6 mi).

Um bônus de £ 2,8 mi (R$ 11,3 mi) pelos 28 gols marcados em sua primeira temporada completa a conta.

Um terceiro e mais improvável jogador completa a tríade contratual do United, revelada pelo Football Leaks. Antonie Martial, que chegou do Monaco em 2015 por £ 42 mi (R$ 170 mi) em 2015, pode ver seu valor chegar a até £ 67 milhões (R$ 271 mi).

Isso porque existem três cláusulas de mais de £ 8,4 milhões em seu acordo. A primeira já foi, inclusive, atingida: marcar 25 gols na temporada (algo que ele alcançou na partida contra o Burnley).

Getty
Martial comemora o gol do United; ao fundo, a tribuna Sir Bobby Charlton
Martial comemora o gol do United; ao fundo, a tribuna Sir Bobby Charlton

Mais 10 jogos pela seleção francesa e ele conseguirá a segunda cláusula: 25 partidas pela equipe nacional. Finalmente, a última condição é que sejaa indicado ao prêmio de melhor do mundo da Fifa, .

Agora, quem realmente fez um bom negócio com as bilionárias cifras do United foi o empresário Mino Raiola.

Só com a transação de Pogba ele já recebeu £ 41 mi (R$ 166 milhões). Curioso é que Raiola foi o principal responsável pela saída do atleta francês do United em 2012.

Conheça Kylian Mbappé, jogador que o Monaco só vende por R$ 407 milhões

O livro revelou que o negociador ignorou os pedidos de Alex Fergunson, então técnico, para que o jogador ficasse no clube. Para o agente alemão, à epoca, ele não valia o preço. 

Getty
Mino Raiola, um dos principais empresários do mundo
Mino Raiola, um dos principais empresários do mundo

Finalmente, Raiola também conseguiu colocar uma cláusula interessante no contrato de Henrikh Mkhitarian quando este ainda estava no Borussia Dortmund.

No contrato, estava estipulada, claro, uma bela quantia de dinheiro ao empresário caso o atleta armeno fosse vendido para outro clube. Contudo e mais surpreendente é que, em 2014, ele acrescentou uma cláusula que fazia com que, caso uma proposta de venda fosse recusada e Mkhitarian seguisse na equipe alemã, eletambém teria direito a uma compensação monetária.