Agente de Tevez diz que ele pode voltar ao Boca Juniors em 2018 para se aposentar

ESPN.com.br com agência Gazeta Press
VCG/VCG via Getty Images
Tevez com a camisa do chinês Shanghai Shenhua
Tevez com a camisa do chinês Shanghai Shenhua

Carlos Tevez, atacante argentino que está jogando na China, estaria pensando em se aposentar no clube em que foi revelado. Adrián Ruocco, representante do jogador de 33 anos, confirmou que existe a possibilidade do seu cliente voltar para o Boca Juniors em, 2018, assim como explicou o presidente xeneizes, Daniel Angelici.

Ruocco declarou que Tevez sempre demonstrou que seu "amor pelo Boca continua intacto" e que o desejo dele "sempre foi se aposentar" no time hexacampeão da Libertadores. Ele também revelou que em agosto os dois lados vão se reunir para descobrirem quais são as expectativas dos dois lados. A ideia é que "haja uma conversa como tiveram na Itália, quando ele retornou e ninguém esperava".

O contrato atual do atleta argentino é de duas temporadas e 20 milhões de euros por cada uma (cerca de R$ 67,4 milhões), contudo há uma cláusula de rescisão após o primeiro ano (a Superliga Chinesa termina em novembro).

"Carlos tem uma prioridade (para rescindir o contrato) por um valor muito baixo para voltar para o Boca ou se aposentar. Esse foi um pedido dele", declarou Ruocco.

Recentemente o atacante veterano criou polêmica ao aparecer na Disney depois de sofrer uma lesão muscular. "Ele estava em um compromisso privado", declarou um porta-voz do Shangai Shenhua. Tevez não vem jogando bem desde que chegou, só balançou as redes uma vez em quatro jogos e sua equipe está na 11ª colocação do torneio local.

O ídolo argentino, que já está há três meses no clube chinês, não teria um bom relacionamento com o treinador uruguaio Gustavo Poyet e a dificuldade de se adaptar a China seriam os motivos para Tevez ter mudado os seus planos.

O atleta de 33 anos estreou no Boca Juniors aos 17 anos na temporada 2001/02 e ficou no clube argentino até 2004/05, conquistando um torneio Abertura, uma Libertadores e uma Sul-Americana. Após rodar pela Europa, ele voltou ao time xeneizes em 2015 e conquistou a Primeira Divisão e a Copa da Argentina.