Handebol: No Whatsapp dos cartolas, dirigente se revolta com divulgação de churrasco e ameaça 'resolver no braço'

Diego Garcia, do ESPN.com.br
ESPN.com.br


A divulgação de um churrasco na véspera da eleição para a presidência da Confederação Brasileira de Handebol, publicada em matéria do Jogo Limpo na semana passada, caiu como uma bomba entre os cartolas da modalidade. Com direito até a ameaça de "resolver no braço".

O presidente da Federação Norteriograndense de Handebol, Eduardo Barros, ficou irado ao ver sua foto na reportagem. E disparou contra Erasmo Biasuz, presidente da Federação de Rondônia, que foi quem confirmou à ESPN a realização do evento.

"Na minha terra se diz um ditado bem bonito: 'Agora você pegou em m..., agora você se lascou'. Gostaria de adiantar que um dos procuradores desse Estado é meu primo de sangue. Se prepare. E como eu não gosto de indiretas, Erasmo, se prepare. Se você for homem realmente se prepare. Vá procurando um dos melhores advogados desse país, porque agora você se lascou", disse Eduardo, em áudio enviado ao grupo de Whatsapp que conta com todos os presidentes de federações do handebol, e também o presidente da CBHb, Manoel Luiz Oliveira - a reportagem possui os arquivos.

Extremamente irritado, Eduardo Barros ameaçou ir às vias de fato com Erasmo.

"Está falando com um homem e vai ter que assumir. Está usando a minha imagem, estão falando coisas que não sabem. Então, meus amigos, eu vou agir do meu jeito, que é o da Justiça. Ele que se prepare, porque eu sou homem e resolvo as coisas do meu jeito. Se não quiser resolver na Justiça, eu resolvo no braço. Eu e ele. Porque aí as coisas resolve. Porque eu sou homem", bradou o cartola do Rio Grande do Norte em outro áudio - ele estava como representante do Estado na assembleia da confederação, mas não pôde votar.

Ocorre que Erasmo confirmou à reportagem, na semana passada, que Manoel Luiz Oliveira bancou um churrasco regado a cerveja, uísque e até petiscos de camarão, justamente na véspera da eleição da CBHb. E só convidou os presidentes de federações que o apoiavam, além dos ainda indecisos. Os já assumidamente oposição foram ignorados. A publicação da reportagem divulgando o evento causou revolta no Whatsapp dos cartolas do handebol.

ESPN.com.br
Presidente da CBHb mandou mensagem em que falou sobre a churrascada
Presidente da CBHb mandou mensagem em que falou sobre a churrascada


No mesmo dia da matéria, Manoel Luiz Oliveira mandou a seguinte mensagem ao grupo dos cartolas: "Desde quando você não pode e não tem o direito de se reunir e confraternizar com amigos que comungam os mesmos pensamentos e ideais? O que fizemos de errado? Que prejuízo nós demos à nossa organização e ao nosso esporte? Isso é um verdadeiro absurdo!", reclamou o presidente da Confederação.

Ricardinho Souza, vice-presidente da CBHb e ex-presidente da Federação Alagoana, foi outro que estava bravo com a reportagem. "Isso é bom para ver o nível das pessoas que estão no nosso meio. Na assembleia falei que tinham moleques, mas agora vemos que temos mau caráter dentro do nosso meio", escreveu o cartola, no grupo.

Já Washington Gusmão, presidente da Federação Sergipana de Handebol, se mostrou exaltado e ofendeu até a ESPN, em mais uma mensagem enviada ao grupo de Whatsapp dos cartolas (com diversos erros de português que foram corrigidos na descrição abaixo).

"A ideia do churrasco foi de um moleque, picareta e filho da p... que não teve coragem de assumir ou se vendeu para os outros moleques que se dizem oposição. Agora está muito claro quem são os verdadeiros picaretas e estou afirmando que essa tal de ESPN de m... está a serviço desses incompetentes que sequer conseguem fazer handebol no seu Estado", disse Gusmão, que pouco antes ainda disse, no grupo, após compartilhar a reportagem do Jogo Limpo: "Foi um churrasco maravilhoso".

ESPN.com.br
Presidentes do Handebol se revoltaram com divulgação de churrasco
Presidentes do Handebol se revoltaram com divulgação de churrasco


Na semana passada, a ESPN questionou à CBHb sobre quem pagou pelo evento, além da hospedagem e transporte dos cartolas com um dia de antecedência. A Confederação não quis responder às indagações da reportagem.

Manoel Luiz Oliveira venceu a eleição para continuar no mesmo cargo que ocupa há 28 anos, mas o STJD não homologou o resultado por conta de denúncias do Dossiê Handebol, do Jogo Limpo, e o pleito está sub judice. Um julgamento será realizado ainda nesta segunda, em São Paulo, para definir o destino do handebol brasileiro.

ESPN.com.br
Churrasco na véspera da eleição contou com vários cartolas do handebol
Churrasco na véspera da eleição contou com vários cartolas do handebol

 

  • DOSSIÊ HANDEBOL

CLIQUE NOS LINKS E VEJA AS REPORTAGENS DA SÉRIE

Atas e datas de assinaturas indicam fraudes em licitações de R$ 6 milhões

Sem nenhum empregado, firma que geria projetos organizava festas; veja gastos 

Auditorias mostram mais de R$ 800 mil sem recibos; cartolas levaram benesses

CBHb teve pleito com diretor eleito e pediu aumento a técnico pelo título de outro

Em Mundial investigado, Confederação deu calote em cheerleaders

Atas com indícios de fraudes também foram assinadas por esposa de presidente

CBHb contratou firma sem funcionários e cotou preços com empresa que não existia

Licitação para aviões do handebol teve três concorrentes: a mãe e os dois filhos

Confederação atrasou bolsas-atletas em mais de um ano e superfaturou hotéis

Contratos comprovam evidências de novas fraudes em licitações do Handebol

Em 2011, handebol fez dívida de R$ 7,5 milhões que não foi quitada até hoje

Presidente bancou cartolas em churrasco regado a cerveja um dia antes da eleição

 

  • REPERCUSSÕES


Após reportagens, procurador pede abertura de inquérito policial contra a CBHb

Em meio a denúncias, atletas e federações articulam movimento de oposição

Oposição pede afastamento imediato e impugnação de presidente da CBHb

STJD impede reeleição de cartola do handebol por denúncias da ESPN

Com mandato sub judice, presidente da CBHb tenta derrubar poder do STJD

STJD agenda audiência que vai definir rumos do handebol brasileiro

Presidente da CBHb vai à Justiça contra o STJD, mas é derrotado e será julgado 

 

  • CONTATO JOGO LIMPO

 

Em setembro, a ESPN lançou um canal para fiscalizar e cobrar transparência no esporte. Queremos a contribuição dos leitores e telespectadores do canal para contar essas histórias. Se você tem alguma dica, de qualquer esporte, olímpico ou paralímpico, nos mande um e-mail para: jogolimpo@espn.com. A fonte será preservada.