Handebol: Presidente reuniu cartolas e bancou churrasco 'regado a cerveja' um dia antes da eleição

Diego Garcia, do ESPN.com.br
ESPN.com.br


O presidente da Confederação Brasileira de Handebol (CBHb), Manoel Luiz Oliveira, convidou os cartolas do esporte para um churrasco regado a cerveja na véspera da eleição da entidade, segundo relatos de quem estava presente. O dirigente venceu o pleito, que não foi homologado pelo STJD por denúncias do Dossiê Handebol, da ESPN, e está sub judice até o julgamento do tribunal.

Foram convidados para o evento todos os presidentes de federações que apoiavam Manoel e também aqueles que estavam indecisos quanto ao voto na eleição do dia seguinte. Os seis que já eram declaradamente contra a atual gestão não foram convidados.

As informações foram confirmada pelo presidente da Federação de Rondônia, Erasmo Biasuz. Procurada, a CBHb disse que não iria se manifestar.

"O que posso dizer com certeza é que alguns presidentes não foram convidados para esse churrasco. A única coisa que eu senti é que os presidentes que não participaram foram os que estavam contra a chapa do Manoel. Só isso que posso dizer. Se foi feito algum acerto com algum presidente em separado, eu não sei. O que eu sei é que houve um dia de antecedência para alguns presidentes, em uma chácara com piscina, churrasqueira. Tinham 38 pessoas, entre presidentes e convidados", disse o dirigente rondoniense, que compareceu ao evento.

No evento, o mandatário máximo do handebol nacional apresentou propostas e falou da chapa de oposição, que pela primeira vez montou um grupo mais forte para concorrer contra o dirigente que está há 28 anos no poder.

"O Manoel convidou os presidentes para chegarem lá um dia antes do que deveriam estar. Ele apresentou uma proposta, apresentou conversas da outra chapa, que se ganhasse um, outro assumiria, que um seria só fantoche, não sei o que mais. Falou sobre a situação dele de candidato e colocou a situação do opositor, que estava usando de má fé", explicou Erasmo.

Arquivo pessoal
Churrasco na véspera da eleição contou com vários cartolas do handebol
Foto recebida pela ESPN mostra como foi evento com cartolas do handebol


Entre os convidados, estava até uma integrante da comissão eleitoral, que julgaria no dia seguinte o pedido de impugnação à candidatura de Manoel.

"Da comissão eleitoral tinha uma mulher que participou. Ela é funcionária e estava no churrasco, também participou da mesa eleitoral. Entre as pessoas convidadas estava a esposa do Manoel, também vi outras pessoas que talvez sejam da CBHb, não conheço todos", continuou o presidente da federação de Rondônia.

O evento ainda foi bem servido. "Bebida tinha à vontade: refrigerante, cerveja, uísque - que o presidente do Piauí adora. E o restante tinha tudo: petiscos de camarão, muitos antes do próprio almoço, alimentos da região, e depois almoço com carne, peixe, essas coisas. Cerveja foi à vontade", contou o dirigente rondoniense.

Cláudio Dias, presidente da Federação Mineira, uma das que era declaradamente contra a situação da CBHb, confirmou que não foi convidado ao churrasco. "Fiquei sabendo por outros presidentes, sabia que teria o encontro e não fui convidado", relatou o dirigente, que só chegou a Aracaju no dia seguinte para a assembleia da CBHb.

Outro que sequer sabia da realização do churrasco foi Celso Gabriel, presidente da Federação Paulista. "Nem sabia que teve esse churrasco. Eu cheguei bem em cima da hora. Não participei de nenhum churrasco. Se me mandaram convite, eu não vi. Se soubesse que teria alguma coisa, eu iria", afirmou à reportagem.

Divulgação
Manoel Luiz e aliados em evento com cartolas do handebol
Manoel Luiz e aliados em evento com cartolas do handebol


Diante das afirmações acima, a ESPN procurou a CBHb para pedido de outro lado e a entidade disse, por meio de seu departamento jurídico, que não iria se manifestar sobre o que foi questionado. A reportagem havia enviado três perguntas à confederação, que ficaram sem resposta. Foram elas:

1) Realmente ocorreu algum churrasco entre os presidentes de federações na véspera da eleição da CBHb? Sem resposta.

2) Foi a CBHb que pagou por esse churrasco, pelo transporte e hospedagem dos presidentes? Se sim, quanto foi gasto? Sem resposta.

3) Por que os presidentes das federações que já eram declaradamente contra a CBHb não foram convidados? Sem resposta.

De acordo com o presidente da federação rondoniense, Manoel disse aos presentes que pagou pela churrascada.

"Manoel disse que foi ele quem bancou, que possui nota fiscal para provar. Ouvi dizer que foi o diretor técnico quem arrumou a chácara. Teve uma van que pegava a gente no aeroporto e levava ao hotel. Nos levou ao hotel e depois ao local. Não sei se foi paga pelo Manoel ou pela CBHb. Agora, o churrasco, diz ele que foi ele que pagou. Eu sou correto e gosto de trabalhar com a verdade", apontou Erasmo.

Na eleição da CBHb, Manoel venceu por 98 pontos a 36. Mas o STJD não homologou o resultado, já que o órgão ainda analisa uma série de denúncias feitas pelo ESPN.com.br, por meio do canal Jogo Limpo, relativas a diversas irregularidades nas contas da confederação. O julgamento sobre o caso foi marcada para esta segunda-feira, em São Paulo. O cartola já tentou procurar a Justiça comum, mas teve pedido de tutela negado.

  • DOSSIÊ HANDEBOL

CLIQUE NOS LINKS E VEJA AS REPORTAGENS DA SÉRIE

Atas e datas de assinaturas indicam fraudes em licitações de R$ 6 milhões

Sem nenhum empregado, firma que geria projetos organizava festas; veja gastos 

Auditorias mostram mais de R$ 800 mil sem recibos; cartolas levaram benesses

CBHb teve pleito com diretor eleito e pediu aumento a técnico pelo título de outro

Em Mundial investigado, Confederação deu calote em cheerleaders

Atas com indícios de fraudes também foram assinadas por esposa de presidente

CBHb contratou firma sem funcionários e cotou preços com empresa que não existia

Licitação para aviões do handebol teve três concorrentes: a mãe e os dois filhos

Confederação atrasou bolsas-atletas em mais de um ano e superfaturou hotéis

Contratos comprovam evidências de novas fraudes em licitações do Handebol

Em 2011, handebol fez dívida de R$ 7,5 milhões que não foi quitada até hoje

 

  • REPERCUSSÕES


Após reportagens, procurador pede abertura de inquérito policial contra a CBHb

Em meio a denúncias, atletas e federações articulam movimento de oposição

Oposição pede afastamento imediato e impugnação de presidente da CBHb

STJD impede reeleição de cartola do handebol por denúncias da ESPN

Com mandato sub judice, presidente da CBHb tenta derrubar poder do STJD

STJD agenda audiência que vai definir rumos do handebol brasileiro

Presidente da CBHb vai à Justiça contra o STJD, mas é derrotado e será julgado 

 

  • CONTATO JOGO LIMPO

 

Em setembro, a ESPN lançou um canal para fiscalizar e cobrar transparência no esporte. Queremos a contribuição dos leitores e telespectadores do canal para contar essas histórias. Se você tem alguma dica, de qualquer esporte, olímpico ou paralímpico, nos mande um e-mail para: jogolimpo@espn.com. A fonte será preservada.