STJD agenda julgamento que vai definir destino do handebol, mas confederação pede adiamento

Diego Garcia, do ESPN.com.br
ESPN.com.br
Dossiê Handebol deixou sub judice eleição da CBHb
Dossiê Handebol deixou sub judice eleição da CBHb

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) agendou para a próxima segunda-feira o julgamento que vai decidir o destino do handebol brasileiro. Mas a confederação da modalidade (CBHb) já pediu o adiamento da audiência, que está marcada para as 16h, em São Paulo.

A alegação é que as duas testemunhas da entidade estarão doentes - atestados médicos foram anexados à justificativa enviada pela CBHb ao STJD. Além disso, o presidente Manoel Luiz de Oliveira estaria em reunião do Comitê Olímpico Brasileiro.

O tribunal vai julgar a impugnação da candidatura de Manoel ao pleito da CBHb, realizado no começo de fevereiro, por causa de denúncias feitas pelo Jogo Limpo, da ESPN, que publica desde novembro uma série de matérias chamada "Dossiê Handebol", que indica fraudes em licitações, dívidas, prestações de contas sem notas fiscais, entre outras supostas irregularidades.

Após a denúncia, entregue ao tribunal pela chapa de oposição, o STJD não homologou a reeleição de Manoel Luiz Oliveira, que ficou com o mandato sub judice e à espera do julgamento que vai definir se sua candidatura era válida ou não.

O cartola, contudo, diz que não reconhece a condição do STJD em homologar sua posse. Confira abaixo todas as reportagens do Dossiê Handebol.

  • DOSSIÊ HANDEBOL

CLIQUE NOS LINKS E VEJA AS REPORTAGENS DA SÉRIE

Atas e datas de assinaturas indicam fraudes em licitações de R$ 6 milhões

Sem nenhum empregado, firma que geria projetos organizava festas; veja gastos 

Auditorias mostram mais de R$ 800 mil sem recibos; cartolas levaram benesses

CBHb teve pleito com diretor eleito e pediu aumento a técnico pelo título de outro

Após reportagens, procurador pede abertura de inquérito policial contra a CBHb

Em torneio na mira da Polícia Federal, Confederação deu calote em cheerleaders

Atas com indícios de fraudes também foram assinadas por esposa de presidente

Em meio a denúncias, atletas e federações articulam movimento de oposição

CBHb contratou firma sem funcionários e cotou preços com empresa que não existia

Licitação para aviões do handebol teve três concorrentes: a mãe e os dois filhos

Confederação atrasou bolsas-atletas em mais de um ano e superfaturou hotéis

Oposição pede afastamento imediato e impugnação de cartola no poder há 28 anos

Contratos comprovam evidências de novas fraudes em licitações do Handebol

STJD impede reeleição de cartola do handebol por denúncias da ESPN

Com mandato sub judice, presidente da CBHb tenta derrubar poder do STJD

Em 2011, handebol fez dívida de R$ 7,5 milhões que não foi quitada até hoje

 

  • CONTATO JOGO LIMPO

 

Em setembro, a ESPN lançou um canal para fiscalizar e cobrar transparência no esporte. Queremos a contribuição dos leitores e telespectadores do canal para contar essas histórias. Se você tem alguma dica, de qualquer esporte, olímpico ou paralímpico, nos mande um e-mail para: jogolimpo@espn.com. A fonte será preservada.