MP-RJ pede ressarcimento de R$ 198 milhões por irregularidades em obras do Maracanã

Gabriela Moreira, para o ESPN.com.br
Marcelo D?Sants
Maracanã foi reformado ao custo de R$ 1,2 bilhão para a Copa do Mundo de 2014
Maracanã foi reformado ao custo de R$ 1,2 bilhão para a Copa do Mundo de 2014

O Ministério Público do Rio de Janeiro prepara uma ação civil pública por irregularidades na obra do Maracanã para a Copa do Mundo de 2014. Os promotores pedirão ressarcimento e bloqueio de bens no valor de R$ 198 milhões.

A ação foi movida contra nove pessoas. Entre elas estão Ícaro Moreno Júnior, então presidente da empresa de obras do Estado do Rio de Janeiro, e Hudson Braga, ex-secretário de obras do Estado. As demais pessoas também fizeram parte do governo de Sérgio Cabral (2007-2014).

Gabriela Moreira atualiza as informações sobre o caso do Maracanã

Também são alvo da ação as empresas Odebrecht, Andrade Gutierrez e Delta, responsáveis pela reforma do estádio. O Maracanã foi repaginado para o Mundial ao custo de R$ 1,2 bilhão.