Federação impede início de Atletiba por causa de transmissão no Youtube e revolta clubes

Marcus Alves, do ESPN.com.br
Veja o que dirigentes e presidente do Atlético-PR falaram sobre cancelamento do Atletiba

Sem acordo com a Rede Globo, Atlético-PR e Coritiba ousaram e fizeram história no Brasil ao anunciar a transmissão do clássico entre os clubes neste domingo, na Arena da Baixada, através do Youtube.

O confronto marcado para as 17h (de Brasília), no entanto, não aconteceu. O motivo foi a decisão da federação paranaense de não permitir que os times transmitissem a partida através de seus canais nas redes sociais. Ela encaminhou ordem para a equipe de arbitragem não dar o pontapé inicial enquanto as câmeras estivessem em campo.

Segundo a entidade, o contrato com a Globo veta isso.

A medida revoltou ambos os lados.

O detalhe é que nenhum deles conta com contrato com a emissora após se recusarem a assiná-lo diante de uma proposta de em torno de R$ 1 milhão tratada como 'absurda'.

Presidente da federação nega culpa por cancelamento do clássico:'Parte do Atlético-PR não foi feita'

O técnico Paulo Autuori chegou a retirar os seus jogadores do gramado e voltar para o vestiário enquanto que Paulo César Carpegianni chegou a aguardar por uma decisão do outro lado.

Petraglia explica transmissão do Atletiba via internet e cita luta contra divisão de cotas injusta

"Queria explicar para as duas torcidas. Atlético-PR e Coritiba não venderam seu direitos (de transmissão) por essa esmola que a Globo quis pagar e hoje estamos fazendo transmissão gratuita pelo Facebook e Youtube. A FPF de forma absurda não quer que o jogo comece se não pararmos a transmissão. Os dois clubes não venderam direitos. Resolvemos fazer transmissão independente e gratuita. Nossa produtora não é ligada a nenhuma TV. Então, não vai ter jogo. Os técnicos estão de acordo", afirmou o diretor de marketing do Atlético-PR, Mauro Holzzman.

Houve troca de telefonemas entre os presidentes e eles corroboraram a posição.

Reprodução
Jogadores de Atlético e Coritiba se reuniram no centro do campo para aplaudir torcedores
Jogadores de Atlético e Coritiba se reuniram no centro do campo para aplaudir torcedores

O vice-presidente do Coritiba, José Fernando Macedo, deu mais detalhes.

"A federação mandou uma ordem para a equipe de arbitragem de que não pode ser feita a transmissão porque existe um contrato com a Globo. O Coritiba e o Atlético-PR se sentem no direito de fazer a transmissão pelo Youtube. Os clubes não vão abrir mão de jogar essa partida", disse.

Presidente do Coritiba diz que federação proibiu transmissão do jogo de forma arbitrária

Pela lei brasileira, o direito de imagem da partida pertence aos clubes. Nenhum regulamento de federação pode se sobrepor a ele.

Presidente da federação diz que transmissão do Atletiba foi proibida por falta de credenciamento

O Atletiba foi cancelado após mais de 45 minutos de atraso e volta dos atletas juntos a campo para saudar os torcedores.