Menos artilheiro e mais garçom: Cristiano Ronaldo se reinventa no Real Madrid

ESPN.com.br com agência Gazeta Press
Getty
Cristiano Ronaldo durante a vitória do Real Madrid sobre o Napoli pela Champions
Cristiano Ronaldo durante a vitória do Real Madrid sobre o Napoli pela Champions

Vencedor do prêmio de maior artilheiro do mundo pela IFFHS (Federação Internacional de Estatísticas e História do Futebol) com 51 gols em 48 jogos em 2015/16, Cristiano Ronaldo tem se reinventado nesta temporada pelo Real Madrid.

Menos artilheiro, o português tem se destacado com mais assistências pelos merengues.

Se no ano anterior CR7 teve média de mais de um gol por um jogo, nesta temporada são 21 tentos em 27 partidas, uma média de 0,77 bolas nas redes por confronto. Em compensação, o craque tem sido cada vez mais decisivo com suas assistências.

No jogo de quarta-feira, quando o Real Madrid venceu o Napoli por 3 a 1, no Santiago Bernabéu, Cristiano Ronaldo passou em branco frente aos italianos, mas foi dele a assistência decisiva para Toni Kroos virar o jogo para os merengues.

Show galático: em 2001, Real atropelou Espanyol com gols de Zidane, Roberto Carlos e Figo

Com o passe, CR7 chegou a cinco assistências na Liga dos Campeões, atrás apenas do brasileiro Neymar, que tem sete. O número, inclusive, é superior ao de gols pela Champions, competição que Cristiano tem apenas dois nesta temporada.

Casemiro comemora golaço, Zidane elogia Napoli, e Albiol ainda acredita: veja repercussão

Além disso, com o passe para Toni Kroos, Cristiano Ronaldo passou a ser o quarto jogador do Real com mais assistências na temporada com oito, perdendo apenas para Lucas Vásquez (9), James Rodríguez (10) e Kroos (12).