Após derrota escancarar problemas defensivos, Dorival estuda mudanças

Gazeta Press
O time do Santos não sabe se defender? Bate Bola analisa!

Além de terminar com diversos tabus e com a invencibilidade do Santos na temporada, a derrota de 3 a 1 para o São Paulo, na última quarta-feira, na Vila Belmiro, deixou evidente todos os problemas defensivos que o time vem enfrentando nos primeiros jogos de 2017.

Afinal, em apenas três confrontos no Campeonato Paulista, o alvinegro já sofreu sete gols, resultando em média de 2,3 bolas na rede por rodada. No Brasileiro de 2016, por exemplo, foram 35 tentos sofridos em 38 partidas, uma média inferior a 1.

Após o revés para o rival, o técnico Dorival Júnior externou a insatisfação com o desempenho da equipe na zaga e pretende fazer mudanças já para o duelo contra a Ferroviária, neste sábado, às 19h30 (de Brasília), também no estádio Urbano Caldeira.

"A preocupação sempre existe. Quer você tome três ou um (gols). Sempre estaremos preocupados e melhorando. Temos que continuar trabalhando e buscando nossa recuperação, já que quando vencemos, não nos sentimos satisfeitos. Vamos intensificar os trabalhos", explicou o comandante santista.

O treinador ainda não esboçou a equipe que entrará em campo neste sábado, porém, o zagueiro Cleber, contratado por R$ 7,4 milhões, pode receber uma oportunidade entre os titulares. O defensor vem se destacando nos treinamentos, mas ainda não estreou oficialmente pelo clube.

Bertozzi destaca que Lucas Lima não teve culpa por derrota, mas ressalta: 'Tem muita coisa a provar'

Para dar uma chance ao reforço, Dorival tem algumas opções de mudança. A primeira seria sacar Leandro Donizete e adiantar o volante Yuri, que vem sendo improvisado na zaga. Com isso, Cleber formaria dupla ao lado de Lucas Veríssimo.

Caso opte por uma formação mais conservadora, o técnico do alvinegro pode tirar Yuri e promover a estreia do zagueiro. Por fim, Dorival pode manter o time com apenas um defensor de origem, sacando Veríssimo e escalando Cleber como titular junto do volante improvisado.

Com seis pontos em três jogos, o Santos ocupa a segunda colocação do grupo D do Campeonato Paulista. O líder é Mirassol, que tem nove e é o único time ainda 100% no torneio estadual. Ponte Preta, também com seis pontos, e Audax, com quatro, completam a chave.