Com 'cornetadas' e sem muito brilho, Palmeiras vence São Bernardo e se reabilita no Paulista

ESPN.com.br
Paulista: Gols de Palmeiras 2 x 0 São Bernardo

Depois da derrota no final de semana, o Palmeiras fez seu "dever de casa" para se recuperar no Campeonato Paulista nesta quinta-feira. A vitória por 2 a 0 sobre o São Bernardo, contudo, não foi tão tranquila.

"Ô Eduardo, presta atenção, nossa torcida quer gritar é campeão". Esse foi o grito que veio do setor da torcida organizada no Allianz Parque, de onde ainda foi puxado o grito por Cuca, respondido com vaias por outros torcedores, no fim da primeira etapa.

Com ou sem sufoco, o Palmeiras conquistou os três pontos e chegou aos seis, liderando o grupo C, deixando o Santo André, com cinco, em segundo. Já o São Bernardo cai para a lanterna do grupo A, com três pontos.

  • Presta atenção?

O jogo começou com as duas equipes aparecendo no ataque, mas o São Bernardo mostrava bom posicionamento, contendo a iniciativa do Palmeiras. De quebra, o time do ABC ainda obrigou Prass a trabalhar duas vezes para impedir que o placar fosse aberto nos primeiros 45 minutos.

MIGUEL SCHINCARIOL/Gazeta Press
Eduardo Baptista recebeu pressão de parte da torcida
Eduardo Baptista recebeu pressão de parte da torcida

Aos 36, Edno acertou uma cobrança de falta com muita força e o goleiro palmeirense conseguiu rebater. No minuto seguinte, mais uma boa defesa de Prass para espalmar o chute de longe de Rafael Costa.

Nos últimos minutos da primeira etapa, o Palmeiras melhorou, conseguiu criar boas jogadas e ainda reclamou de um possível pênalti, que resultou em cartão amarelo para Willian, por simulação.

Nada disso, porém, impediu que membros da principal organizada do time mandassem um recado para o técnico Eduardo Baptista, com um "presta atenção!". O mesmo grupo gritou "Cuca" após o apito do fim do primeiro tempo, mas os outros torcedores responderam com vaias.

  • Susto, polêmicas e vitória

Na volta do intervalo, o Palmeiras começou com uma boa finalização de Róger Guedes, mas logo o torcedor voltaria a prender a respiração.

Torcida organizada do Palmeiras canta 'olê, olê, olá... Cuca, Cuca' durante jogo

Aos oito minutos, Edu Dracena recuou a bola para Prass, que se atrapalhou ao tentar devolver o passe, tocou em cima de Rodolfo, e viu a bola bater na trave. Poucos minutos depois, Rafael Costa mais uma vez finalizou com perigo e parou nas mãos de Prass. 

O alívio veio aos 20 minutos. Moisés tocou para Jean fazer cruzamento rasteiro. A bola passou por todo mundo e chegou até Dudu, que só teve o trabalho de esticar a perna e mandar para o gol. Apesar do gol importante para tranquilizar o time, o atacante não comemorou.

Festa apenas no segundo gol, aos 32. Dudu foi derrubado por Raphael Veiga fora da área, mas a arbitragem marcou pênalti. Jean cobrou no canto esquerdo do goleiro, que chegou perto da defesa, mas não conseguiu evitar o segundo gol do jogo.

  • Na próxima rodada

Já de olho no clássico da próxima quarta-feira contra o Corinthians, o Palmeiras volta a campo no domingo, às 17h00 (de Brasília), para encarar o Linense, em Lins.

Já o São Bernardo faz seu jogo de rivalidade contra o vizinho Santo André, também no domingo, mas às 10 horas.

Eduardo Baptista diz que Moisés ainda precisa evoluir e minimiza declaração de Dudu

FICHA TÉCNICA:
PALMEIRAS 2 X 0 SÃO BERNARDO

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Data: 16 de fevereiro de 2017, quinta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: José Claudio Rocha Filho (SP)
Auxiliares: Daniel Luis Marques e Evandro de Melo Lima (ambos de SP)
Público: 23.708 pagantes
Renda: R$ 1.238.229,74
Cartões amarelos: Willian e Keno (PAL); Vinícius Kiss, Geandro e Marcinho (SBR)
Gols: PALMEIRAS: Dudu, aos 20, e Jean, aos 31 minutos do 2º Tempo

PALMEIRAS: Fernando Prass; Jean, Edu Dracena, Vitor Hugo e Zé Roberto; Felipe Melo; Roger Guedes (Michel Bastos), Moisés (Keno), Guerra (Raphael Veiga) e Dudu; Willian. Técnico: Eduardo Baptista

SÃO BERNARDO: Daniel; Eduardo (Alyson), Edimar, Anderson e Breno; Geandro, Vinícius Kiss e Rafael Costa (Marcinho); Rodolfo, Walterson (Patrick Vieira) e Edno. Técnico: Sérgio Vieira