Palmeirense, Veiga é apresentado e lembra pedido de avô no hospital

Agência Gazeta Press
Gazeta Press
Raphael Veiga com a camisa do Palmeiras
Raphael Veiga com a camisa do Palmeiras

O meia Raphael Veiga concedeu sua primeira entrevista como jogador da Sociedade Esportiva Palmeiras na tarde desta quarta-feira. Saudado como uma 'pérola' pelo diretor de futebol Alexandre Mattos, o jogador de apenas 21 anos, torcedor do clube, lembrou uma promessa feita ainda na infância.

Palmeirense fanático, o avô de Raphael foi o responsável por transmitir a paixão à família. No momento em que assinou contrato com o clube alviverde até o final de 2021, o meia nascido em São Paulo olhou para os céus e lembrou do avô, de quem herdou o nome.

"Era palmeirense fanático e frequentava todos os jogos. Sempre falava que eu jogaria no Verdão. Quando meu avô estava na cama da UTI, cumprimentei ele e saí. Ele pediu para eu voltar e falou: 'Se tiver oportunidade, jogue no Palmeiras'. Foi a última vez que nos vimos", relatou Raphael Veiga, novo dono da camisa número 20.

Lançado pelo técnico Gilson Kleina, o meia estreou como profissional em março de 2016. Ele disputou apenas 24 partidas com a camisa do Coritiba, o que foi suficiente para deixar o Palmeiras 'encantado', de acordo com o diretor de futebol Alexandre Mattos.

"Minha família inteira é palmeirense e poder jogar no time do coração de todos é uma alegria. É o clube que sempre torci desde pequeno. Pela televisão, vi uma torcida maravilhosa, com o maior público do ano passado e um estádio maravilhoso. Por tudo isso, escolhi o Palmeiras", disse Veiga, cobiçado por outros grandes clubes.

622 902b0034 2788 3da7 84d1 32873249e55c
Cheio de atacantes? Veja a lista de opções do Palmeiras, que ainda sonha com mais duas contratações

Admirador do goleiro Marcos e do meia Alex, que também veio do Coritiba, o jovem paulistano costumava frequentar o antigo Estádio Palestra Itália. Questionado sobre um jogo marcante, ele lembrou de estar 'pulando no meio da torcida' durante a vitória sobre a Ponte Preta, na final do Campeonato Paulista 2008.

Das arquibancadas para os gramados, Raphael Veiga pode disputar seu primeiro jogo oficial pelo Palmeiras no dia 5 de fevereiro, data do confronto com o Botafogo-SP, pelo Campeonato Paulista, justamente no Allianz Parque. Em 21 de janeiro, o time duela com a Chapecoense em amistoso marcado para a Arena Condá.

622 0ddc5214 f19f 3e7a a489 ed1ab2153f65
Michel Bastos conhece o CT do Palmeiras e manda recado à torcida

Fã de Alex, Veiga evita comparações com meia que veio do Coritiba

Revelado pelo Coritiba, Raphael Veiga foi contratado pelo Palmeiras com apenas 21 anos de idade e status de promessa. A história do jovem lembra a trajetória de Alex, consagrado no time palestrino, mas o jovem apresentado na tarde desta quarta-feira prefere evitar comparações.

"Quero deixar claro que o Alex é uma referência para mim, é alguém que admiro muito. Respeito a história dele e a minha está só começando. Como todos aqui, tenho um time do coração e sou palmeirense. Mas, como todos aqui, também sou profissional", discursou Veiga.

O desconhecido Alexsandro de Souza foi contratado pelo Palmeiras em 1997, ano em que completou 20 anos de idade. Em duas passagens pelo clube, Alex conquistou a Copa do Brasil 1998, a Copa Mercosul 1998, a Copa Libertadores 1999 e o Rio-São Paulo 2000. No total, marcou 78 gols em 243 jogos.

"É complicado. Qualquer menino gosta que o pessoal fale de Alex. Mas não gosto da comparação, porque ele construiu uma história maravilhosa e eu também quero construir a minha. Sei que o futebol tem altos e baixos, mas no final quero ficar com uma história positiva", afirmou Veiga.

"Eu tinha nove anos e queria ser goleiro por admirar o Marcos. Cheguei a fazer teste, mas não passei e depois mudei para a linha. Ainda que não passei no gol", contou Raphael Veiga pouco depois de receber a camisa 20 das mãos do diretor de futebol Alexandre Mattos.

Siga aESPNnas redes sociais