Em apresentação, Montillo fala em 'finais' na Libertadores e quer ritmo após meses com 'peladas'

ESPN.com.br
622 f6bdcc73 fd43 3ea9 a7eb e0c77c4b9178
Veja o que falou o meia em sua chegada ao Fogão

Na manhã desta quarta-feira o Botafogo começou a se preparar para a temporada 2017, quando voltará a disputar a Copa Libertadores. O dia também foi de apresentar o mais importante reforço para o ano, o argentino Walter Montillo.

Vindo do futebol chinês, Montillo recebeu das mãos do ex-jogador Maurício a camisa 7 do clube, imortalizada por diversos craques, principalmente por Garrincha. Após agradecer a honra e o carinho da torcida, ele já falou a forma que o torneio continental deve ser encarado na fase eliminatoria, quando terão o Colo-Colo como adversário.

"Trabalhando e pensando que são 2 jogos, não tem mais. Pensar como final. Está todo mundo empolgado, vi no vestiário. Tem pouco tempo para se preparar, mas acho que é o suficiente para chegar da melhor maneira. Tem que se conhecer, mas futebol é igual em todo lugar do mundo. Quando tem vontade e bons jogadores fica mais fácil. Não pode deixar de lado o Carioca", afirmou o argentino, que também demonstrou conhecimento sobre o adversário.

"Conheço um pouco Colo-Colo porque joguei muito tempo lá. Treinador gosta de sair para jogar, coloca a equipe objetiva, atacando com cinco, seis jogadores. Temos que pensar no Botafogo, se fizermos as coisas bem vai ser difícil perder. Tem que respeitar, mas pensar na gente dentro do campo, no que o treinador quer", declarou.

622 4996840b 4507 3bc8 989f f907b03ed81e
Montillo chega no Botafogo, exalta negociação 'fácil' e afirma: 'Quero somar, e não ser o cara'

Montillo destacou a importancia de conseguir um bom resultado no primeiro confronto, marcado para o dia 1º de fevereiro, no Engenhão. Até lá, o meia sabe qual sua prioridade: ritmo de jogo.

"O mais importante para mim é pegar ritmo de jogo, porque o Campeonato Chinês acaba em novembro e não tem como seguir jogando. O último jogo que joguei foi dia 30 de outubro e depois algumas peladas na Argentina. Mas ninguém esquece como jogar bola. Então estou muito empolgado e confiante", disse.

Siga aESPNnas redes sociais