Diretoria busca empréstimo, mas Dorival pede permanência de Rodrigão

Agência Gazeta Press
André Borges/ Agif/Gazeta Press
Rodrigão tem o futuro indefinido no Santos
Rodrigão tem o futuro indefinido no Santos

O Santos finalmente conseguiu encontrar o substituto ideal para Ricardo Oliveira. Após tentar Barcos e Luis Fabiano, o clube acertou com Kayke no último domingo. O jogador já realizou exames médicos nesta segunda-feira, no CT Rei Pelé, e se apresenta junto ao elenco nesta quarta, para o início da pré-temporada. Por conta disso, a diretoria alvinegra pretende facilitar o empréstimo de Rodrigão. Mas se depender do técnico Dorival Júnior, esse negócio não irá se concretizar.

Cobiçado por Grêmio, Vitória, Bahia e Sport, o atacante é visto como uma moeda de troca pela cúpula santista. O presidente Modesto Roma Júnior chegou a afirmar que Rodrigão não tinha 'tarimba' para ser a sombra de Ricardo Oliveira. E com a chegada de Kayke, o jogador de 23 anos pode ser emprestado nesta temporada para ganhar experiência.

Os diretores do Santos, porém, encontram a resistência de Dorival. Mesmo conseguindo o 'reserva de peso' para Oliveira, o comandante não pretende se desfazer de Rodrigão, pois entende que o clube terá um calendário muito grande neste ano. E por conta disso, o atacante pode ser útil, principalmente no Paulistão e no Campeonato Brasileiro.

Agora, a cúpula do alvinegro pretende se reunir com o técnico nesta quarta-feira, durante a reapresentação do elenco, para tentar convencê-lo e liberar Rodrigão. Recentemente, o Grêmio mostrou interesse em liberar o meia-atacante Lincoln por empréstimo em troca do santista.

Diretor de futebol do Atlético-MG critica assédio a Robinho: 'Presidente do Santos está brincando'

No meio de 2016, os santistas trouxeram Rodrigão do Campinense, acreditando que ele poderia ser o substituto ideal para o camisa 9 titular. Porém, apesar de ter empolgado no começo, marcando três gols em seus quatro primeiros jogos, o atacante caiu de rendimento e chegou até a perder posição para Joel nas últimas partidas da temporada passada.

O atleta de 23 anos custou aos cofres do Santos cerca de 1,5 milhão. Seu contrato com o clube é válido até 28 de maio de 2021.