Maradona e Puyol apoiam Copa do Mundo com 48 seleções: 'Fantástico'

Agência EFE
Getty
Maradona (centro) apoiou a ideia de Infantino (à dir.)
Maradona (centro) apoiou a ideia de Infantino (à dir.)

O ídolo argentino Diego Maradona e o ex-zagueiro espanhol Carles Puyol defenderam nesta segunda-feira a proposta da Fifa de aumentar o número de seleções participantes da Copa do Mundo de 32 para 48 a partir de 2026.

"Acho fantástico", respondeu Maradona sem titubear ao ser questionado sobre a ideia do presidente da Fifa, Gianni Infantino, que será discutida pelo Conselho da entidade nesta terça.

'El Pibe' está em Zurique participando dos festejos da cerimônia The Best, na qual serão entregues nesta segunda-feira diversos prêmios, entre eles o de melhor jogador e melhor jogadora do mundo.

Após uma partida festiva com outras lendas e com dirigentes da entidade que rege o futebol mundial, Maradona justificou à imprensa seu apoio à ampliação do número de seleções.

622 b642b9cb 7d00 3e2b b90b 51de77cef2f5
Entenda como vão funcionar as mudanças no formato da Copa do Mundo

"Dá muito mais oportunidades a equipes e a países que nunca chegaram a uma competição tão maravilhosa e leva esperança a muitos países que antes não chegavam", afirmou o astro, que minimizou uma possível queda da qualidade técnica do Mundial. "A qualidade, somos nós que a colocamos de fora. Quanto mais seleções houver, melhor, assim as pessoas vão voltar aos campos."

622 2c055287 c61d 3c2b b11f 5479afb3e191
Correspondente comenta mudanças no regulamento da Copa do Mundo: 'Fifa quer deixar para trás os escâ

A visão é a mesma de Puyol, que definiu a proposta de Infantino como "fantástica". "Uma Copa é a festa do futebol, e quanto mais seleções puderem participar, melhor. Quanto mais torcedores puderem desfrutar, melhor", declarou o ex-defensor, que também disputou o jogo festivo.

Siga aESPNnas redes sociais