Após reportagem da ESPN, procurador pede abertura de inquérito policial contra a CBHb

Diego Garcia, para o ESPN.com.br
ESPN.com.br

O procurador Heitor Soares, do Ministério Público Federal do Sergipe, pediu a abertura de inquérito policial para apurar denúncia de suspeita de fraudes em licitações envolvendo a Confederação Brasileira de Handebol (CBHb), baseados em documentos em posse da ESPN e publicados na última sexta.

A informação foi confirmada nesta quarta pelo MPF-SE, que avisou que, agora, o inquérito policial vai ficar a cargo da Polícia Federal.

As informações publicadas pela reportagem são as mesmas denunciadas por David Sanchez, árbitro da modalidade desde 1991, que procurou o Ministério Público e motivou a abertura de inquérito policial.

O fato vem quatro dias após publicação de reportagens da ESPN que trouxeram documentos com indícios de fraude, como atas e documentos com assinaturas que indicam simulações em licitações de R$ 6 milhões envolvendo recursos públicos utilizados pela CBHb.

De acordo com a apuração da ESPN, o presidente da confederação, Manoel Luiz Oliveira, é suspeito de ter assinado à distância 14 atas que decretaram 14 propostas vencedoras de licitações que utilizaram R$ 6 milhões em dinheiro público.

Isso porque, no dia em que os processos foram realizados, em 3 de dezembro de 2011, ele estava em São Paulo, ou a 2.220 quilômetros de distância da sede da confederação, em Aracaju (SE), onde os atos supostamente aconteceram.

Ao todo, são pelo menos 42 documentos nesta situação, que segundo o Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União apontam simulação, que é crime.

Além disso, o ESPN.com.br publicou outras três reportagens que trazem denúncias contra a CBHb, como empresa que geria projetos olímpicos registrada como organizadora de festas, mais de R$ 800 mil sem notas fiscais em auditorias de patrocínios, benesses a cartolas e suspeita de fraude em eleição para representantes de atletas e árbitros.

A resposta da CBHb sobre os assuntos está nos respectivos links abaixo.

Clique aqui e leia as reportagens da ESPN que mostram denúncias contra o handebol brasileiro:

Atas e datas de assinaturas indicam fraudes em licitações de R$ 6 milhões 

Sem empregados, firma que geria projetos organizava festas; veja gastos

Auditorias tem mais de R$ 800 mil sem recibos; cartolas levaram benesses

Confederação teve diretor eleito e pediu aumento a técnico por título de outro

CONTATO

Em setembro, a ESPN lançou um canal para fiscalizar e cobrar transparência no esporte. Queremos a contribuição dos leitores e telespectadores do canal para contar essas histórias. Se você tem alguma dica, de qualquer esporte, olímpico ou paralímpico, nos mande um e-mail para: jogolimpo@espn.com. A fonte será preservada.

Reprodução ESPN
'Jogo Limpo'! Colabore com a série de reportagens que briga por um esporte sem corrupção
'Jogo Limpo'! Colabore com a série de reportagens que briga por um esporte sem corrupção