Conheça o estádio 'mais moderno' do mundo que está abandonado

ESPN.com.br
Getty
Nou Mestalla está abandonado
Nou Mestalla está abandonado

Em agosto de 2007, o Valencia, junto com os órgãos públicos da cidade espanhola, viu o que seria seu novo estádio ter as obras iniciadas. No entanto, nove anos depois a construção segue sem previsão de término.

A previsão inicial era que o Nou Mestalla, como seria conhecido, ficaria pronto para a temporada 2009-10. Mas desde 2009, por motivos financeiros do Valencia, a obra está parada, e o estádio abandonado.

Em 2006, quando o presidente do clube, Juan Baustista Soler, aprovou o projeto, o estádio nasceria com a ideia de ser o mais moderno do mundo. Porém, o Valencia segue jogando no antigo Mestalla - aberto em 1923 - e o novo estádio virou um "fantasma".

A crise financeira afetou o Valencia, que se desfez dos seus craques David Villa, Juan Mata e David Silva, à época, tendo que paralisar as obras no estádio. Soler saiu pela porta dos fundos e viu o time, campeão espanhol e com duas finais de Champions no início do século, perder prestígio no mundo.

Apresentado no Valencia, Prandelli elogia elenco e Diego Alves: 'Temos muita sorte em tê-lo'

Em 2011, o clube chegou a anunciar um acordo com o banco espanhol "Bankia" para financiar o término do estádio. Porém, no mesmo ano o negócio foi desfeito.

Em 2013, o Valencia anunciou um novo projeto feito pela empresa do arquiteto Fenwick Iribarren para reduzir a capacidade (de 70 mil para 61,5 mil pessoas), os custos (de 160 milhões de euros para 100 milhões) e redefinir as decorações internas. Não foi especificada uma data para as obras começarem.

Desde que assumiu o clube em 2014, a presidenta Lay Hoon Chan tem se mostrado otimista que um dia o estádio terá as obras retomadas, mas não com esse projeto.

Recordista! Brasileiro Diego Alves defendeu 40% dos pênaltis no Espanhol

"Precisamos melhorar o projeto de Mark Fenwich para o Mestalla, mas nosso objetivo é estrear o estádio em 2020. O desenho e a capacidade são um grande problema", disse Chan.
Um outro problema para a retomada das obras seria uma possível multa de 20,4 milhões de euros que a união europeia poderia aplicar ao Valencia por um empréstimo que o clube fez no passado do governo local para a construção do estádio.

O clube trabalha com um recurso demonstrando que a exigência da EU está fora do mercado, que o Valencia já pagou suas dívidas e outros times têm situações semelhantes e não levaram tal multa.

De uma forma ou outra, o novo estádio do Valencia vai sendo adiado.