COI estuda enviar carta de reclamação após faixa religiosa de Neymar

Gazeta Press
EFE/ALEJANDRO ERNESTO
Neymar usou uma faixa escrito '100% Jesus' depois da vitória
Neymar usou a faixa depois da conquista do ouro inédito

O Comitê Olímpico Internacional estuda enviar uma carta de reclamação à Missão Brasileira nos Jogos do Rio 2016 após Neymar exibir uma faixa de cunho religioso durante a premiação da final do futebol masculino, segundo o jornal O Estado de S. Paulo. Medalhista de ouro com a seleção, o craque do Barcelona vestiu novamente a faixa na cabeça que já havia causado polêmica na final da Uefa Champions League de 2014-15, quando sua equipe superou a Juventus por 3 a 1.

O COI exige por meio de seu regulamento que nenhuma manifestação de cunho religioso, comercial ou político seja realizada durante os eventos organizados pela entidade. No entanto, as autoridades entenderam que foi apenas um deslize do jogador e dos demais membros da seleção brasileira, que não o alertaram para possíveis problemas com a faixa.

Com o inédito ouro, a esperança de recuperar uma forma de jogar. Que o caminho continue...

O assessório com os dizeres "100% Jesus" não trará nenhuma punição mais severa ao time brasileiro. O COI pretende adotar apenas uma postura educativa.

Torcedores brasileiros 'esquecem' Alemanha e comemoram ouro com provocações a argentinos

O Comitê Olímpico Internacional chegou a coibir algumas manifestações de cunho político no início da Rio 2016. Um torcedor chegou a ser retirado à força da arquibancada durante as disputas do tiro com arco por conta de um cartaz escrito 'Fora Temer'. Apesar das conturbações, a Justiça decidiu permitir o posicionamento dos torcedores durante os Jogos, alegando fazer parte do exercício de liberdade de expressão.