Mesmo decepcionado, Coleman acredita em futuro promissor da Irlanda

ESPN.com.br com agência Gazeta Press
Getty
Coleman falou sobre o futuro da Irlanda
Coleman falou sobre o futuro da Irlanda

O lateral-direito Seamus Coleman revelou toda a sua tristeza após a derrota da Irlanda para a França por 2 a 1, neste domingo, que marcou a eliminação de seu país da Eurocopa.

Apesar de terem tomado a frente na partida nos primeiros minutos, com gol de Robbie Brady, os irlandeses foram surpreendidos no segundo tempo pela atuação de Antoine Griezmann, que marcou os dois gols que deram a vitória ao país-sede do torneio.

Coleman, que completou 38 jogos com a seleção irlandesa em Lyon, disse que ele e seus companheiros deixaram em campo tudo o que tinham.

"Nós estamos decepcionados. Sentimos que estava em nossas mãos e demos tudo. Acho que isso mostra o quanto estávamos indo bem", contou ao canal ITV.

O jogador agradeceu muito o apoio da torcida. "Nós queríamos ir mais longe para os torcedores, mas espero que eles estejam orgulhosos. Nossos fãs aqui e na Irlanda são maravilhosos", afirmou.

O atacante Shane Long criticou as autoridades francesas antes do jogo devido ao baixo número de ingressos disponibilizados para os torcedores da Irlanda: foram apenas 4.500 em um estádio que comporta 59.000 pessoas.

Mesmo prejudicado com a expulsão do companheiro Duffy durante o jogo, Coleman afirma que a Irlanda ainda tem muito o que mostrar, futebolisticamente.

"O lance do cartão vermelho foi uma daquelas situações em que o jogador provavelmente iria marcar. Apesar da expulsão, Shane tem feito atuações incríveis e com ele, Hendrick, Brady e McClean temos um futuro brilhante pela frente", finalizou.