Conheça o estádio que clubes 'adoram' e torcedor 'detesta'

Gustavo Setti, do ESPN.com.br
Divulgação
Estádio Raulino de Oliveira recebeu jogos de Flamengo, Fluminense, Botafogo, entre outros
Estádio Raulino de Oliveira recebeu jogos de Flamengo, Fluminense, Botafogo, entre outros

Flamengo, Botafogo, Fluminense, Volta Redonda, Portuguesa-RJ e Resende-RJ. Todos esses clubes mandaram ao menos um jogo no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, nesta temporada. Porém, as partidas tiveram pouco público e deram prejuízo para as equipes.

Ao todo, foram 26 duelos no local, dos quais 25 tiveram o borderô divulgado (Flamengo x Chapecoense é o jogo restante). Entre eles, 17 deram prejuízo, com R$ 432.597,11 no total. A média de renda líquida por partida foi negativa, com deficit de R$ 17.303,88.

Com capacidade para 20 mil pessoas, a média é de apenas 3.087 pagantes por partida. O maior público pagante foi de 7.863 no duelo entre Flamengo e Sport, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro. O duelo terminou com renda líquida de R$ 2.326,10.

Já o menor público foi registrado no duelo Resende x Ceará com apenas 90 pagantes, em confronto pela primeira fase da Copa do Brasil, com prejuízo de R$ 31.997,34.

No total, o público pagante nos 25 jogos em Volta Redonda foi de 77.162 pessoas.

A pior renda líquida pertence ao Fluminense (deficit de R$ 65.977,51) no duelo contra a Ferroviária, também na Copa do Brasil, que foi visto por 602 pagantes.

Do outro lado, a melhor renda aconteceu no jogo Portuguesa-RJ x Flamengo, pelo Campeonato Carioca, que teve saldo positivo de R$ 70.322,97 e 7.077 pagantes.

O estádio Raulino de Oliveira virou a casa de boa parte dos clubes cariocas nesta temporada porque o Maracanã e o Engenhão estão fechados para jogos de futebol por causa da Olimpíada. Ambos estão sob o controle do Comitê Organizador da Rio-2016.

A exceção nos estádios foram eventos e os dois jogos da final do Estadual do Rio, entre Vasco e Botafogo, liberados para acontecer no Maracanã.

Dono de São Januário, o Vasco é o único que tem jogado no Rio com frequência nesta temporada. Somente três jogos do time cruzmaltino foram fora da casa própria. Usou a Arena da Amazônia para enfrentar o Flamengo na semifinal do Estadual e o Maracanã na final.