Zebra! Flamengo não aproveita expulsão e perde do Confiança-SE na estreia da Copa do Brasil

ESPN.com.br
Assista ao gol da vitória do Confiança sobre o Flamengo por 1 a 0!

A expectativa do Confiança-SE era de não perder por dois gols de diferença e disputar a partida de volta contra o Flamengo pela 1ª fase da Copa do Brasil. Porém, pouca gente esperava um resultado tão surpreendente nesta quarta-feira. No estádio Baptistão, em Aracaju, a equipe sergipana jogou mais de 80 minutos com um jogador a menos e mesmo assim venceu o time rubro-negro por 1 a 0 - gol de Éverton.

O duelo de volta acontece daqui a quase um mês, no dia 13 de abril, ainda sem local definido. Os sergipanos jogam pelo empate para avançarem à segunda fase do torneio, enquanto só a vitória interessa para o Flamengo. 

Sangue e expulsão

O duelo começou bem quente. Logo aos sete minutos, Guerrero levou a pior em dividida com Caíque e deixou o campo com um corte no supercílio. O atacante precisou usar uma touca de natação para conter o sangramento.

Guerrero abre o supercílio e sangra após disputa de bola 

Pouco depois, aos oito, o capitão do Confiança-SE, Elielton, acertou um chute no rosto de Ederson e levou o cartão vermelho direto. O camisa 11 se revoltou com a arbitragem e deixou o campo transtornado, sendo amparado pelos demais companheiros de time.

Depois do clima quente, a melhor chance no primeiro tempo foi de Emerson Sheik. Aos 17 minutos, Cuéllar fez belo lançamento, e a bola ficou com o atacante. O camisa 11 tocou por cima na saída do goleiro adversário, mas mandou para fora.

Meia do Confiança acerta pontapé no rosto de Ederson, é expulso e se descontrola em campo

Já aos 23, Ederson fez bela jogada, gingou para cima da marcação e bateu para bela defesa de Rafael Sandes.

Até o final da primeira etapa, o Flamengo chegou mais três vezes (duas com Guerrero e outra com Ederson), mas não conseguiu balançar a rede.

Quem não faz, toma

Já na segunda etapa, os cariocas diminuíram o ritmo e encontraram mais dificuldade de criar, enquanto os donos da casa apostaram no contra-ataque. As ofensivas do Flamengo se resumiram a um chute sem direção de Cirino, outro que parou na defesa do goleiro e uma cabeçada para fora de Willian Arão.

Mauro: 'Flamengo conseguiu escrever mais uma página na sua lista de vexames'

E como diz o ditado: quem não faz, toma. Aos 34 minutos do segundo tempo, a bola foi jogada para dentro da área, Rodinei errou o corte, e a bola ficou com Éverton, que dominou e encheu o pé esquerdo, no alto da meta de Paulo Victor. Gol da vitória do Confiança.

Busca do tetra

O Flamengo busca o quarto título de sua história na Copa do Brasil. O time carioca, campeão em 1990 pela primeira vez, derrotando o Goiás na final, bateu o Vasco na decisão de 2006 e também ergueu o troféu em 2013 vencendo o Atlético-PR.

Já o Confiança nunca sentiu o gostinho de chegar a uma decisão, tendo feito sua melhor participação em 2002, quando foi eliminado nas oitavas de final. O Sport foi o único clube nordestino a ser campeão, em 2008.

Sheik parabeniza 'limitado' Confiança-SE, pede 'cabeça boa' ao Fla e lamenta: 'Não deu nada certo'

na sequência

O Flamengo volta a campo no próximo domingo, quando faz o clássico contra o Fluminense no Pacaembu, em São Paulo, pela 2ª rodada da Taça Guanabara. No mesmo dia, o Confiança visita o Sergipe pelo hexagonal semifinal do Campeonato Sergipano.

Veja os melhores momentos da vitória por 1 a 0 do Confiança-SE sobre o Fla

FICHA TÉCNICA:
CONFIANÇA-SE 1 X 0 FLAMENGO

Local: Estádio Baptistão, em Aracaju (SE)
Data: 16 de março de 2016 (Quarta-feira)
Horário: 21h45(de Brasília)
Árbitro: Emerson Luiz Sobral (PE)
Assistentes: Clovis Amaral da Silva (PE) e Esdras Mariano de Lima Albuquerque (AL)
Cartões amarelos: Ney Marium e Rafael Sandes (Confiança)
Cartão vermelho: Elielton (Confiança)
GOL: Everton, aos 34min do segundo tempo

CONFIANÇA: Rafael Sandes, Valdo, Lucas Rocha (Wallace Sergipano) e Eron; Caíque, Flavio (Raulino), Elielton, Everton, Wallace Pernambucano (Carlinhos) e Ney Maruim; Leandro Kivel. Técnico: Betinho

FLAMENGO: Paulo Victor, Rodinei, Wallace, Juan e Jorge; Gustavo Cuéllar (Gabriel), Willian Arão e Ederson (Alan Patrick); Emerson Sheik, Marcelo Cirino (Felipe Vizeu) e Paolo Guerrero. Técnico: Muricy Ramalho