Lugano diz que não vem a passeio, critica calendário 'assassino' e jura amor ao São Paulo

ESPN.com.br
Lugano diz que não vem a passeio, critica calendário 'assassino' e jura amor ao São Paulo

Diego Lugano, grande ídolo da história do São Paulo foi reapresentado, nesta segunda-feira. Aos 35 anos, o zagueiro uruguaio, que defendeu o Cerro Porteño-PAR até o final de 2015, disse não querer viver apenas do passado.

  • Veja aqui, EM TEMPO REAL, como foi a apresentação de Diego Lugano

  • "Os últimos anos foram complicados, com algumas contusões difíceis, principalmente na época da Copa. Naquela época existia uma chance de voltar ao São Paulo, mas não me sentia pronto para voltar ao calendário assassino do futebol brasileiro. Não vim aqui para passear, quero corresponder a todos que confiam em mim", disse, em entrevista coletiva.

    Lugano admite que a volta ao Morumbi era sua escolha, principalmente depois da festa de despedida de Rogério Ceni. 

    "Foi incrível, algo emocionante. Primeiro por como o o Rogério fez aquela festa, com jogadores históricos do São Paulo. Vi colegas, caras da antiga geração muito emocionados. Obviamente já tinha na cabeça que poderia existir a possibilidade de voltar. Não poderia dar as costas para a minha história aqui. Estou aqui para colaborar", disse.

    Ele confirmou que recebeu propostas de outros clubes brasileiros neste período de 10 anos fora do Morumbi. "O dia que fui embora daqui, por tudo que vivi, sempre falei que no Brasil só jogaria no São Paulo. Em junho, o São Paulo não precisava de mim, era algo muito simples de entender. Sou muito grato ao São Paulo. Cheguei a seleção do Uruguai graças ao São Paulo. Minha família tem uma vida boa graças ao São Paulo. A maneira de retribuir era sendo fiel", analisou.

    Mesmo com o currículo vencedor e carinho do torcedor, ele não quer impor a liderança no elenco. "O grupo que escolhe quem é líder, eu venho para transmitir minha experiência, minha vontade, ser mais um", admitiu.

    Lugano disse que preferiu não ter uma festa oficial de recepção, como foi feita para Luis Fabiano. "Acho que primeiro, depois do que foi a chegada ao aeroporto, tudo o que viesse depois já que fica um pouco exagerado"

    O treinador Edgado Bauza deu o aval para a contratação do jogador e teve diálogos com o defensor. "Com Bauza, conversamos obviamente quais eram meus desejos e ambições para a minha carreira, além de querer saber do meu estado físico. Mostrei o quanto estava preparado", afirmou.

    O jogador se reapresentou abaixo do peso e precisará se prepara para a reestreia."Estou fazendo agora um trabalho de reequilíbrio muscular para que não tenha problemas para a frente. Perdemos tempo na última semana e temos que recuperar agora. Não sei quando estarei pronto futebolisticamente, isso é a comissão técnica que determinará. Na próxima semana, já poderei fazer um trabalho de campo", afirmou.

    Venda de camisas de Lugano dispara 

    O retorno de Diego Lugano ao São Paulo fez 'bombar' a venda de camisas do uruguaio na loja virtual do clube do Morumbi. Nas duas primeiras semanas de 2016, artigos que fazem referência a Lugano tiveram participação de 37% no total de vendas, além de ter ultrapassado Rogério Ceni em pedidos por camisas personalizadas.