Com boatos sobre saída e Tite na mídia, Mano critica 'chacrinha' na TV

ESPN.com.br com agência Gazeta Press
Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians
Mano Menezes Treino Corinthians 10/09/14
Mano Menezes ficou irritado com especulações de volta de Tite ao Corinthians

O fraco futebol apresentado pelo Corinthians tem aumentado os rumores de que Mano Menezes será substituído ao fim de seu contrato, em dezembro. Aumentam a efervescência as eleições presidenciais do clube, marcadas para fevereiro, e as aparições recentes na televisão de Tite, técnico desempregado e dos mais vitoriosos da história alvinegra.

"Bom, é impossível a gente evitar que aconteçam coisas que não estão sob comando da gente. Tem que saber conviver com elas. Cada clube tem sua característica. Em outros clubes, diretores brigam entre si. Em uns, tem campanha política. A gente, que é profissional, tenta fazer com que não interfira no trabalho. Não vejo nenhuma interferência no dia a dia. O que temos apresentado é responsabilidade nossa. Vamos trabalhar para fazer funcionar", afirmou o atual treinador da equipe.

Com o time em fase ruim e às vésperas do clássico contra o São Paulo, Mano foi questionado sobre a possibilidade de troca no comando em caso de fracasso no Majestoso. Sua resposta, sem citar nomes, foi criticar profissionais de imprensa e a escolha de convidados para aparições na TV.

"Quem começa essa pressão são vocês (jornalistas). Vocês têm que assumir essa parte. Dois, três resultados ruins acontecem, e começa o mesmo discurso. Alguns vão além. Tentam cavocar vaga para outro profissional, convidam para o programa, fazem uma chacrinha. Não é bom para o futebol brasileiro", comentou.

Mano citou reportagens recentes que apontaram melhor aproveitamento dos times que mantêm seus técnicos - admitindo a obviedade de que não há motivo para o líder mudar o comando - antes de procurar apontar sua irritação na direção dos jornalistas, não na de Tite. "Não, não. Não falei de profissionais colegas meus. Falei de colegas seus."