Roda com suspensão embutida deve ser lançada no final de 2014 | Bike é Legal

Lívia Araújo, do Vá de Bike

HOME Bike é Legalclique no header para voltar a home

A partir do 4º trimestre de 2014, deve entrar no mercado uma revolucionária solução para deslocamentos: uma startup israelense desenvolveu uma roda com suspensão embutida.

A Soft Wheel ("roda macia", em tradução livre), por enquanto testada em cadeiras de rodas e bicicletas, utiliza três cilindros de compressão para absorver impactos dentro da roda, impedindo-os de chegar ao cadeirante ou ciclistas. O mecanismo permite que seus usuários possam descer escadas, calçadas ou percorrer terrenos acidentados com tanta facilidade quanto no plano, pois, na prática, faz com que o centro da roda flutue no ar, permitindo que ela suporte o peso da pessoa.

Assista ao vídeo abaixo e entenda como o invento funciona:

O protótipo desenvolvido especificamente para bicicletas se chama "Fluent" e, segundo o site da empresa, pode ser facilmente colocado e retirado da bike, funcionando em qualquer tipo de quadro.

Da "roça" para o mundo

O embrião da Soft Wheel surgiu em 2008, quando o agricultor israelense Gilad Wolf quebrou a pélvis. Obrigado a usar uma cadeira de rodas, o fazendeiro não queria abandonar a lida no campo, mas a irregularidade do terreno provocava trepidação e, consequentemente, dor física. Estudando uma maneira de tornar sua cadeira "off-road", Gilad levou seu projeto para Tel Aviv e conseguiu patentear a Soft Wheel com a ajuda financeira da empresa RAD BioMed Accelerator e do governo de Israel.

Divulgação
A Soft Wheel utiliza três cilindros de compressão para absorver o impacto
A Soft Wheel utiliza três cilindros de compressão para absorver o impacto

Hoje, a Soft Wheel é uma empresa formalmente constituída, e já conta com linhas de produção para atender aos mercados israelense e europeu. O primeiro produto a ser comercializado, de acordo com notícia veiculada na revista Wired, são as rodas para cadeiras de rodas (o modelo "Acrobat") que devem ser vendidas a US$ 2.000 o par (cerca de R$ 4,4 mil).