Sensação, Taiti tem campeonato de futebol que dá ponto por derrota: 'Não queremos ninguém triste'

Francisco De Laurentiis, do ESPN.com.br

No último Campeonato Taitiano de futebol, o AS Dragon foi campeão de maneira incontestável, com sete vitórias, um empate e apenas duas derrotas, que renderam ao time 32 pontos. Já o lanterna Temanava terminou a fase final de maneira vexatória, com oito derrotas e dois empates, somando apenas 12 pontos.

Divulgação
Jogadores do Dragons, do Taiti, comemoram gol
AS Dragon foi o último campeão da Tahiti League Mana

Se você fez as contas, deve estar achando essas pontuações muito estranhas, mas o cálculo está correto.

Grande sensação da Copa das Confederações de 2013, mesmo tendo sofrido 24 gols e saído derrotada em seus três jogos, a seleção de futebol do Taiti é moldada em um dos campeonatos mais diferentes do mundo. A Tahiti Ligue Mana, primeira divisão do país da Oceania, dá ponto até para o time que perde, para que nenhuma equipe saia "triste" do campo de jogo.

O sistema torna o campeonato taitiano único no mundo, já que, segundo os locais, não há nenhum outro torneio de futebol no planeta que dê 4 pontos para o time vencedor, 2 para um empate e 1 para o clube que sair derrotado. A única maneira de não ganhar nem um pontinho sequer é o WO. Para dirigentes do país, o importante é seguir os mandamentos do Barão Pierre de Coubertin, idealizados dos Jogos Olímpicos: "O importante é competir".

"Com esse sistema, mesmo que um time perca todos os jogos, não ficará com zero ponto no final. Não queremos ninguém triste. O futebol é, antes de tudo, alegria", explica o Diretor de Competições da Federação Taitiana, Charles Ariiotima, ao ESPN.com.br.

O sistema inovador de pontuação, que é usado de maneira semelhante em esportes como basquete e vôlei, foi adotado na temporada 2005/06, com aprovação da Fifa, de acordo com Ariiotima. Ele visa dar mais equilíbrio ao campeonato, reduzindo o buraco entre as "potências" do país, como o Dragon e o Tefaana, bases da seleção nacional, e as equipes menores.

getty
Os taitianos se despedem da torcida como a pior seleção da Copa das Confederações
Seleção do Taiti foi a sensação da Copa das Confederações

"Desde que adotamos, os jogos ganharam mais intensidade. Isso refleitiu muito na melhora do nosso futebol e também da seleção", completa o dirigente, citando a ascensão do Taiti no cenário internacional do futebol.

Em 2012, por exemplo, o time venceu pela primeira vez a Copa das Nações da Ocenia, acabando com o domínio da Nova Zelândia. O título deu direito aos ilhéus de disputarem a Copa das Confederações no Brasil, em junho deste ano. Os péssimos resultados, como a derrota por 10 a 0 para a Espanha, porém, não foram lamentados pela Federação local. Muito pelo contrário: foram comemorados.

"A transmissão das partidas da Copa só fez o esporte ficar ainda mais popular aqui (Taiti). Hoje, dá facilmente para dizer que o futebol já é mais popular que o rúgbi. Enquanto temos apenas 10 times de rúgbi, tivemos 15.172 atletas de futebol registrados na última temporada", comemora Ariiotima. O número é espantoso, já que a população do país é de cerca de 180 mil pessoas.

Além do futebol de campo, o beach soccer também é a grande mania entre os taitianos no momento, tanto que o último Campeonato Mundial da Fifa foi realizado nas areias do arquipélago. A seleção local já pode ser considerada uma das potências do esporte, tendo terminado a competição em quarto lugar, perdendo o bronze para o Brasil apenas na disputa de pênaltis.

espn na tv
Futebol
+ destaques»

Campeonato Inglês: Manchester United x Newcastle

  • ESPN Brasil
  • Watch ESPN
Publicidade