Seedorf explica atenção especial a Vitinho: 'Precisa estar focado'

ESPN.com.br
Gazeta Press
Seedorf abraça Vitinho no jogo contra o Vitória, no Maracanã
Seedorf abraça Vitinho no jogo contra o Vitória, no Maracanã

Aos 19 anos, Vitinho surgiu como um raio na grande área do Vitória para marcar o gol que abriu caminho para o Botafogo retomar a liderança do Campeonato Brasileiro, nesta quinta-feira. Após receber carinho de quase todos os companheiros, veio o abraço especial, de Seedorf.

Experiente e referência, o camisa 10 do Botafogo não esconde que tem no rápido meia-atacante alvinegro o seu xodó. O carinho vai desde o passe dado com capricho para o gol do garoto até a recomendação para que ele não dê entrevistas no intervalo do jogo.

LEIA MAIS
Botafogo bate o Vitória e retoma liderança do Campeonato Brasileiro

Com a vitória parcial de 1 a 0, Vitinho foi assediado por repórteres de canais de televisão à beira do gramado. Quando saía para o vestiário, o garoto viu um microfone e começou a responder uma pergunta. Rapidamente, Seedorf apareceu e retirou o garoto da entrevista.

Depois, outro repórter acompanhou Vitinho na caminhada e tentou fazer mais uma pergunta. Seedorf surpreendeu e de forma até grosseira empurrou o profissional para longe. A caminho do vestiário, cumprimentou e abraçou o jogador. No fim do jogo, o meia explicou a postura que não combinou com sua tradicional fidalguia.

"Tenho (atenção) com todo mundo e todo mundo tem comigo. Não só com os mais jovens. Tenho diálogo, quero ajudar e principalmente com aqueles que precisam mais. Não é para todo mundo falar com o Vitinho no intervalo, como vocês (imprensa) gostam. Ele tem de se concentrar, se preparar. Precisa estar focado", explicou o meia holandês. 

Perguntado sobre a trajetória do Botafogo na competição, Seedorf aprovou o desempenho, mas fez questão de lembrar que, a partir de agora, o time será mais visado a cada rodada. Por isso, a tendência é que a dificuldade aumente consideravelmente. 

"Agora que somos líderes temos de saber que teremos complicações em cada jogo. Conseguimos, mas foi complicado", afirmou Seedorf.