Cuca desabafa após fazer história pelo Atlético-MG: 'Não tem mais azar p... nenhuma'

ESPN.com.br com agência Gazeta Press
Reuters
Cuca abraça Ronaldinho depois da conquista da Libertadores
Cuca abraça Ronaldinho depois da conquista da Libertadores

Cuca já pode se considerar um homem de sorte. O técnico estigmatizado por suas superstições e por levar a pior em momentos decisivos se consagrou com uma campanha tortuosa e vitoriosa na Copa Libertadores da América de 2013. O sofrimento culminou em título na noite desta quarta-feira, no Mineirão, após vitória por 2 a 0 no tempo normal, empate sem gols na prorrogação e triunfo nos pênaltis por 4 a 3.

LEIA MAIS:
O melhor do Twitter no épico título do Atlético na Libertadores
Kalil lembra do pai, 'carimba' passagem pela presidência e diz que 'torcida mais chata do Brasil' vai transformar o Marrocos
'Ex-renegado', Ronaldinho renasce: 'Nem sempre o atleta é o errado'

"Estou anestesiado. É muita emoção, muita pressão, muita responsabilidade que vem. Diziam: "Ah, o Atlético é sofrido, é azarado". E eu também. Agora quebramos isso aí, não tem mais azar. Não tem mais azar porra nenhuma", desabafou o treinador.

"É na dificuldade que você vê a sua capacidade de superação. Tomamos um gol lá aos 48 minutos do segundo tempo. Se acha um culpado lá, não ganha aqui aos 43 minutos do segundo tempo. Depois daquele jogo administramos, peguei a parte mais dura da derrota e dividimos, e os mesmos jogadores que perderam lá deram a volta por cima. Falavam que era 'cavalo paraguaio', que 'morre na praia'. Nós quebramos todos esses protocolos. Chegar em uma final de Libertadores é para poucos, ganhar é para menos ainda", comemorou o treinador atleticano.

"O astral do Atlético-MG é outro. A torcida acredita, quando toma um gol não afunda mais. Estão todos muito felizes, só tenho a agradecer a essa torcida. Estamos fazendo um trabalho muito bom", prosseguiu.

Cuca aproveitou também para projetar a disputa do Mundial de Clubes, que acontecerá em dezembro, no Marrocos. "Temos que melhorar o time para o Mundial. Melhorando o time, temos também mais chances no Brasileiro e na Copa do Brasil", encerrou.