Jogo no Maranhão termina com jogador assassinado e juiz esquartejado

ESPN.com.br
Reprodução
Otávio Jordão da Silva Cantanhede, o árbitro da partida
Otávio Jordão da Silva Cantanhede, o árbitro da partida
No último domingo, uma partida de futebol terminou com duas mortes brutais no município de Pio XII, no Maranhão. O motivo seria a expulsão de um jogador.

Segundo informações da polícia, a confusão começou quando o árbitro Otávio Jordão da Silva Cantanhede, de 20 anos, mostrou cartão vermelho para Josemir Santos Abreu, de 30 anos. Inconformado, o jogador teria xingado e dado um chute no juiz, que sacou um facão da cintura e cravou contra o peito de Josemir. O rapaz morreu a caminho do hospital.

Logo em seguida, parte da torcida, revoltada, teria partido para cima do árbitro e cometido o segundo assassinato. Otávio Cantanhede foi amarrado, agredido, apedrejado e depois esquartejado - a cabeça do juiz foi pendurada em uma estaca.

O linchamento e esquartejamento foram filmados por celulares e acabaram parando nas redes sociais. Com os vídeos a polícia chegou a Luís Moraes Sousa, um dos suspeitos do crime. Ele foi preso na manhã de quarta-feira, no município de Lago Açu. Outras duas pessoas foram identificadas e estão sendo procuradas pela polícia.

Publicidade