Fifa bane água e refrigerante e só vende cerveja em Brasília

Paulo Cobos e Lucas Borges, de Brasília, para o ESPN.com.br
Paulo Cobos/ESPN.com.br
Estádio Nacional: apenas barracas de cerveja no entorno
Estádio Nacional: apenas barracas de cerveja no entorno

O torcedor que quiser matar a sede antes do jogo entre Brasil e Japão, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, só terá uma opção de bebida. E alcoólica. Horas antes da abertura da Copa das Confederações, apenas barracas que vendem cerveja estão disponíveis no entorno do estádio.

LEIA MAIS
Contra o Japão, Brasil defende invencibilidade de 38 anos em casa
Dia de abertura da Copa das Confederações começa com filas e queixas
Contra o Brasil, Japão quer descobrir: já tem futebol de 1° mundo?

As barracas estão todas dispostas a cada 50m e vendem duas marcas: a Budweiser, patrocinadora da Fifa, custa R$ 6. A outra marca, que faz parte do mesmo grupo empresarial, é a Brahma, vendida por R$ 5. Dentro do estádio, o preço é mais alto: R$ 12 a primeira e R$ 9 a segunda.

No entanto, a patrocinadora da entidade para refrigerantes, a Coca-Cola, não possui nenhuma barraca nos arredores. Nem mesmo água é comercializada.

Para manter exclusividade para seus patrocinadores e evitar concorrência, a Fifa proíbe a circulação de qualquer tipo de ambulante em um raio de até 2km dos estádios da competição. O direito da entidade nesse caso é assegurada pela Lei Geral da Copa.

Publicidade