Desempregados, vendedor de celular e até alpinista: as profissões dos jogadores do Taiti

Igor Resende, de Belo Horizonte, para o ESPN.com.br
Getty
Amadores, jogadores do Taiti surpreenderam na Copa da Oceania; fora de campo, conciliam outras profissões
Amadores, jogadores do Taiti surpreenderam na Copa da Oceania; fora de campo, conciliam outras profissões

Os milhões que Neymar, Balotelli, Xavi e Suarez embolsam a cada ano contrastam - e muito - com a realidade do Taiti. A seleção da Oceania é a única amadora a disputar a Copa das Confederações. Entre os 23 convocados, há apenas um jogador profissional. Os outros 22 dividem o tempo entre o futebol e outros empregos.

LEIA MAIS
Protestos se dividem, e BH terá três manifestações nesta 2ª; promessa é de radicalização
Ídolo e primo de ''desertor': Marama é o único profissional no Taiti, mas não na própria família
Duelo do futuro: Nigéria e Taiti são as seleções mais jovens da Copa das Confederações
Tigres contra leões: Nigéria desafia amadorismo do Taiti no duelo dos 'esnobados'

Divulgação
Teheivarii Ludivion: zagueiro e 'alpinista'
Teheivarii Ludivion: zagueiro e 'alpinista'


Entre todos os taitianos, quem tem a profissão mais ‘bizarra' é o defensor Teheivarii Ludivion. O camisa 4 da equipe é uma espécie de alpinista em seu país. Ele sobe montanhas para fazer obras e escala até coqueiros. "Profissão perigosa a do nosso zagueirão, né?", brinca o assessor de imprensa Olivier Huc.

"Ele acorda às 4h30 da manhã todos os dias e sobe montanhas o dia inteiro. Ele sobe qualquer coisa. E às cinco da tarde vem para o treino", completa o técnico Etaeta.

A profissão que mais se repete é a de entregador. São quatro atletas taitianos que vivem fazendo delivery. Ainda há contador, professor, personal trainer e técnico de escolinhas de futebol, além de um vendedor de telefones celulares em uma loja de um shopping.

A seleção também não conseguiu fugir da crise econômica. São nada menos que nove jogadores desempregados no elenco. "Não tem nada a ver com o futebol. É que está difícil conseguir um trabalho", explica o assessor de imprensa, desvinculando a seleção nacional da causa do desemprego dos atletas.

Mas, com tantos atletas empregados, o que fazer para que todos pudessem estar livres para disputar a Copa das Confederações? Durante os dois meses de preparação e disputa do torneio, a federação taitiana de futebol assumiu os salários de todos os atletas empregados. Assim, os jogadores seguiram ganhando dinheiro, e as empresas não precisaram gastar com empregados que não estavam disponíveis.

Veja a profissão de cada jogador taitiano:

GOLEIROS
Xavier Samin Mikaël Roche Gilbert Meriel  
Xavier Samin Mikaël Roche Gilbert Meriel  
Professor de futebol Professor Contador  
 
ZAGUEIROS
Teheivarii Ludivion< Nicolas Vallar Dante  
T. Ludivion Nicolas Vallar Tamatoa Wagemann  
Alpinista Desempregado Personal Trainer  
 
LATERAIS
Edson Lemaire Yannick Vero Stéphane Faatiarau Vincent Simon
Edson Lemaire Yannick Vero S. Faatiarau Vincent Simon
Desempregado Entregador Desempregado Desempregado
 
VOLANTES
Rainui Aroita Ricky Aitamai Heimano Bourebare Henri Caroine
Rainui Aroita Ricky Aitamai H. Bourebare Henri Caroine
Estudante Estudante Desempregado Entregador
 
MEIAS
Jonathan Tehau Lorenzo Tehau Stanley Atani    
Jonathan Tehau Lorenzo Tehau Stanley Atani    
Entregador Desempregado Desempregado  
 
ATACANTES
Marama Vahirua Steevy Chong Hue Teaonui Tehau    
Marama Vahirua Steevy C. Hue Teaonui Tehau    
Jogador profissional Vendedor celulares Desempregado    
 
Samuel Hnanyine Yoann Tihoni Alvin Tehau    
Samuel Hnanyine Yoann Tihoni Alvin Tehau    
Entregador Estudante Desempregado    

 

Publicidade