Tempo Real

Veja ROUND A ROUND como foi o UFC 159

ESPN.com.br

* A luta entre Nick Catone e James Head foi cancelada. Catone ficou desidratado e foi hospitalizado. Ele havia excedido o limite de peso em quase um quilo e teve que cortar esse excesso em pouco tempo. O UFC 159 começa às 20h, e não às 19h30 como começaria anteriormente.

JON JONES (EUA) vs. CHAEL SONNEN (EUA) - valendo o cinturão dos meio-pesados
Reprodução
Jon Jones (EUA) vs. Chael Sonnen (EUA) - valendo o cinturão dos meio-pesados
Jon Jones (EUA) vs. Chael Sonnen (EUA) - valendo o cinturão dos meio-pesados
Depois da luta, a câmera foca o pé de Jones, que está com o dedão quebrado. "Tem um buraco em algum lugar aqui", disse o campeão. Os médicos mexem no pé de Jones, que não esconde a dor durante a entrevista. Se a luta fosse para o fim do primeiro round, Sonnen ia se tornar campeão porque Jones ia ser impedido de continuar lutando.

RESULTADO OFICIAL - Jon Jones (EUA) nocauteou Chael Sonnen (EUA) aos 4'33 do 1º round

PRIMEIRO ROUND - Sonnen parte para cima, mas Jones já pega as pernas do rival e consegue a queda. Chael, porém se levanta rapidamente. Jones cola no corpo do rival, e os dois ficam no clinch. O campeão de novo consegue colocar a luta no chão e já acerta a primeira cotovelada. Sonnen se levanta e dá as costas para o adversário. Ele consegue se virar, mas fica preso no clinch de novo. Chael quase pega o pescoço do campeão, mas Jones se livra rapidamente e já dá a primeira cotovelada giratória. Jones derruba de novo o rival e agora castiga com muitas cotoveladas. Sonnen fica sem ter o que fazer por baixo. Joelhadas, cotoveladas... Jones castiga muito, e o juiz interrompe. Mais um nocaute para o campeão.

PRÉ-LUTA - Os dois foram técnicos da última edição do The Ultimate Figther nos Estados Unidos. No reality, melhor para Chael Sonnen, que fez os dois finalistas.

PRÉ-LUTA - Curiosamente, é a segunda luta seguida de Jones contra alguém que acaba de subir dos pesos médios. Antes, ele finalizou Vitor Belfort em setembro do ano passado.

PRÉ-LUTA - Jon Jones é o grande fenômeno do momento no UFC. Com um cartel de 17 vitórias e apenas 1 derrota - e esta por desclassificação - ele já tenta defender seu título pela quinta vez seguida.

PRÉ-LUTA - Chegou a hora! Disputa de cinturão no UFC 159. O 'falastrão' Chael Sonnen tenta tirar o título de Jon Jones nos meio-pesados. Sonnen vem de derrota justamente para Anderson Silva e faz sua reestreia nos meio-pesados. Ele tem um cartel de 27 triunfos, 12 derrotas e 1 empate. Sonnen é a grande 'zebra' da noite.

MICHAEL BISPING (ING) vs. ALAN BELCHER (EUA) - médios
Getty
Michael Bisping (ING) vs. Alan Belcher (EUA) - médios
Michael Bisping (ING) vs. Alan Belcher (EUA) - médios
TERCEIRO ROUND - Terceiro e último round começa do mesmo jeito dos dois anteriores. Bisping domina o centro. Belcher tenta provocar o rival. O norte-americano não parte com tudo para cima para tentar mudar os rumos da luta. Bisping segue castigando com jabs. O inglês joga com a vitória embaixo do braço. Belcher tenta a queda, mas telegrafa e Bisping se defende bem. Com 30 segundo para o fim, Belcher alega que o rival acertou o dedo em seu olho, e o combate é interrompido. A luta é interrompida antes do fim mais uma vez, e a vitória vai para Bisping.

SEGUNDO ROUND - Os dois começam novamente se estudando, com Bisping crescendo na luta e acertando mais golpes. O inglês encurrala o rival nas grades e domina sempre o centro do octógono. Belcher muito mal na luta. Bisping aproveita e pontua com mais alguns bons socos. Os golpes acertam o rosto no norte-americano, mas não têm força para derrubá-lo. Belcher acerta bom gancho de esquerda, ‘acorda’ na luta, mas o assalto acaba.

OPINIÃO ESPN – 10 x 9 Bisping

PRIMEIRO ROUND - Os dois começam trocando chutes e seguem se estudando bastante. A troca de golpes é franca, com Bisping dominando mais o centro do octógono. Bisping chega a desequilibrar o rival, mas Belcher bate no chão e volta. O round termina sem muita ação.

OPINIÃO ESPN – 10 x 9 Bisping

PRÉ-LUTA - Dois lutadores que já estiveram muito perto de desafiar Anderson Silva se enfretam agora. Michael Bisping (23 vitórias e 5 derrotas no cartel) perdeu a chance ao ser nocauteado por Vitor Belfort no UFC São Paulo e quer se recuperar agora. Do outro lado, Belcher (18 triunfos e 7 derrotas na carreira) acabou batido por Yushin Okami na última aparição e também precisa provar que merece voltar aos tops da categoria.

ROY NELSON (EUA) vs. CHEICK KONGO (FRA) - pesos pesado
Getty
Roy Nelson (EUA) vs. Cheick Kongo (FRA) - pesos pesados
Roy Nelson (EUA) vs. Cheick Kongo (FRA) - pesos pesados
RESULTADO OFICIAL - Roy Nelson (EUA) nocauteou Cheick Kongo (FRA) aos 2'03 do 1º round

PRIMEIRO ROUND - Nelson encurta a distância e prende Kongo contra a grade. Os dois ficam trocando posições agarrados até o juiz separar e colocar de novo a luta no centro do octógono. Nelson encurrala o francês na grade, solta um diretaço de direita e apaga o rival. Mais um nocautaço para ele!

PRÉ-JOGO - Já Kongo chegou ao UFC com muitas expectativas, mas não as cumpriu até agora. Na carreira são 18 triunfos, 7 derrotas e 2 empates.

PRÉ-JOGO  - O 'gordinho' Roy Nelson surpreendeu a todos e venceu a temporada 10 do TUF. Desde então, porém, vem alternando boas vitórias e críticas pelo físico. Na carreira, são 18 vitórias e 7 derrotas.

PHIL DAVIS (EUA) vs. VINNY MAGALHÃES (BRA) - meio-pesados
Getty
Phil Davis (EUA) vs. Vinny Magalhães (BRA) - meio-pesados
Phil Davis (EUA) vs. Vinny Magalhães (BRA) - meio-pesados

RESULTADO OFICIAL - Phil Davis (EUA) venceu Vinny Magalhães (BRA) na decisão unânime dos jurados (30-27, 30-27 e 29-28)

TERCEIRO ROUND - Davis segue desferindo mais golpes. Eles ficam na guarda, mas incomodam muito o brasileiro. Vinny tenta levar o norte-americano para o chão, mas fica longe de ter sucesso. Davis é bem melhor na trocação e acerta o rosto do brasileiro várias vezes. Vinny Magalhães mergulha de novo, mas não acha as pernas de Davis.

OPINIÃO ESPN – 10 x 9 Davis (30-27 Davis)

SEGUNDO ROUND - Vinny encaixa uma boa sequência no começo do round, mas Davis não sente e dá um chute alto. O norte-americano tenta pegar as costas do brasileiro, os dois vão para o chão, mas Davis não quer saber e se levanta. O brasileiro até tenta golpear em pé, mas não consegue achar o rival. Vinny de novo vai para o chão e chama o rival, mas Davis não liga e fica em pé. O norte-americano é bem melhor na trocação, e o brasileiro se joga nas pernas do adversário, desesperado para conseguir a queda, mas não tem sucesso.

OPINIÃO ESPN – 10 x 9 Davis

PRIMEIRO ROUND - Trocação franca no começo da luta. Phil Davis vai para cima com socos, e Vinny responde e tenta vários chutes altos. O americano encurta a distância e põe o rival com as costas na grade. Vinny se desvencilha e volta para o centro do octógono. Davis acerta um belo soco e depois um chute alto. O brasileiro sente e se desequilibra. Davis parte para cima, e Vinny se movimenta para se recuperar. O brasileiro aproveita a chance, bloqueia um chute e pega as costas do rival. Davis, porém, acha uma brecha e levanta na hora. Em pé, o norte-americano parte para cima de novo. Vinny reclama de um golpe no olho, mas o juiz não interrompe a luta. O brasileiro termina o round mais acuado.

OPINIÃO ESPN – 10 x 9 Davis

PRÉ-LUTA - Do outro lado, Phil Davis já chegou a estar bem perto da disputa de cinturão, mas foi derrotado por Rashad Evans. Foi a única derrota de sua carreira. Ele ainda tem mais 10 vitórias e uma luta sem resultado. Na última aparição, bateu Wagner Caldeirão no UFC São Paulo.

PRÉ-LUTA - Vinny Magalhães é especialista em jiu-jitsu. Ele chegou até a ser treinador da arte-marcial a Chael Sonnen. O brasileiro tem um cartel de 10 vitórias e 5 derrotas, além de uma luta sem resultado.

PRÉ-LUTA - O brasil entra em ação agora em uma luta bastante esperada! Vinny Magalhães e Phil Davis se provocaram muito e resolver as desavenças agora.

JIM MILLER (EUA) vs. PAT HEALY (EUA) - pesos leve
Getty
Jim Miller (EUA) vs. Pat Healy (EUA) - pesos leve
Jim Miller (EUA) vs. Pat Healy (EUA) - pesos leve
Momento curioso no UFC. Até o locutor Bruce Buffer se confunde e erra o vencedor da luta! Ele anunciou Jim Miller como o vitorioso

RESULTADO OFICIAL - Pat Healy (EUA) finalizou Jim Miller (EUA) com um mata-leão aos 4'03 do 3º round

TERCEIRO ROUND - Os dois começam se estudando um pouco mais. Healy encurta a distância de novo, e os dois ficam contra a grade. Helay consegue mais uma queda e fica por cima de novo. Ele volta a castigar com cotoveladas e tenta um katagatame, sem sucesso. No chão, Healy vai para as costas de novo, trabalha bem e encaixa o mata-leão. Miller não bate, mas acaba apagando.

SEGUNDO ROUND - Healy parte para cima logo no começo, encurta a distância e fica no clinch. Depois de muito tentar, Healy finalmente consegue a queda e fica por cima de novo. Ele consegue castigar bastante por cima com cotoveladas e socos. Aos poucos, pega as costas do rival e fecha bem o gancho. Ele parte para o mata-leão, mas não consegue encaixar. Miller novamente consegue inverter a posição. Healy consegue se levantar

OPINIÃO ESPN – 10 x 9 Healy

PRIMEIRO ROUND - Luta começa na trocação, e Miller acerta dois bons golpes no contra-ataque. Healy se desequilibra e acaba caindo por baixo. Luta fica boa no chão. Miller castiga com golpes e parte para uma omoplata. Depois, fica perto de uma chave de braço, mas Healy se defende e acaba achando espaço para se levantar. Agora é Healy quem consegue a queda e fica por cima. Ele fica nas costas do rival, que até se levanta, mas é derrubado novamente. No chão, Miller inverte a posição e termina o round castigando por cima

OPINIÃO ESPN – 10 x 9 Miller

PRÉ-LUTA - Tudo pronto para o começo do card principal. Jim Miller chega com um cartel de 22 vitórias e apenas 4 derrotas. Do outro lado, Pat Healy estreia no UFC com 29 triunfos e 16 derrotas na carreira. Ele vem de uma sequência de seis vitórias seguidas

RUSTAM KHABILOV (RUS) vs. YANCY MEDEIROS (EUA) - pesos leve
Getty
Rustam Khabilov (RUS) vs. Yancy Medeiros (EUA) - pesos leve
Rustam Khabilov (RUS) vs. Yancy Medeiros (EUA) - pesos leve
RESULTADO OFICIAL - Rustam Khabilov (RUS) venceu Yancy Medeiros (EUA) por nocaute técnico (dedo quebrado) aos 2'32 do 1º round

PRIMEIRO ROUND - Khabilov começa dominado o centro do octógono, e Medeiros se movimenta bastante para não ser um alvo fixo. O russo tenta ir para as pernas, mas não consegue a queda. Muito estudo e poucos golpes certeiros até agora. Khabilov defende muito bem um chute de Medeiros, vai para as costas do rival e consegue a queda. Medeiros, porém, bate no chão e levanta. O juiz interrompe a luta porque Medeiros deslocou o dedo polegar direito em uma das quedas. Fim de luta.

PRÉ-LUTA - Do outro lado, Madeiros é estreante e vem invicto. São 9 triunfos em 9 lutas na carreira

PRÉ-LUTA - Khabilov faz a sua segunda luta no UFC. O russo tem um cartel de 15 triunfos e apenas 1 derrota.

GIAN VILLANTE (EUA) vs. OVINCE ST. PREUX (HAI) - meio-pesados
Getty
Gian Villante (EUA) vs. Ovince St.Preux (HAI) - meio-pesados
Gian Villante (EUA) vs. Ovince St.Preux (HAI) - meio-pesados

RESULTADO OFICIAL - Ovince St.Preux (HAI) venceu Gian Villante (EUA) na decisão técnica (30-28, 30-29 e 29-29)

TERCEIRO ROUND - Os dois corners pressionam muito os lutadores, mas logo no começo do round , Villante reclama de um golpe no rosto. O juiz termina a luta dizendo que Villante não conseguia ver, mas o próprio lutador reclama muito da decisão.

SEGUNDO ROUND - Villante começa com tudo e acerta um soco que desequilibra o rival, mas não consegue a sequência. Os dois trocam golpes de pé. St Preux vai para a tentativa de queda, mas Villante se esquiva e quase agarra o pescoço do rival. A luta fica muito morna, e a torcida já começa as primeiras vaias da noite.

OPINIÃO ESPN – 10 x 9 Villante

PRIMEIRO ROUND - Luta começa com uma trocação franca. Villante pega a perna de St. Preux e chega a coloca-la sobre o ombro, mas não consegue a queda. Os dois ficam um tempo presos na grade e vão para o meio do octógono. Depois de muito estudo, St. Preux parte com tudo para cima, encaixa uma excelente sequência de golpes e consegue até um knock-down. Villante se segura bem. Ele se recupera e vai para a tentativa de queda, mas não consegue de novo. 

OPINIÃO ESPN – 10 x 9 St. Preux

PRÉ-LUTA - Dois ex-Strikeforce estreantes no UFC. Villante chega com um cartel de 10 triunfos e 3 derrotas, enquanto Preux tem uma carreira de 12 vitórias e 5 revezes.

SARA MCMANN (EUA) vs. SHEILA GAFF (ALE) - pesos galo feminino
Getty
Sara McMann (EUA) vs. Sheila Gaff (ALE) - pesos galo feminino
Sara McMann (EUA) vs. Sheila Gaff (ALE) - pesos galo feminino
"Eu fiquei me dizendo por toda a semana que essa seria a mesma pressão do campeonato mundial, e isso me ajudou a lidar com a TV, com o público e tudo. Eu estava tentando acertar algumas cotoveladas também, mas não tinha a distância correta. Eu sabia que se a mantivesse na posição correta, ela não conseguiria escapar", disse McMann, ainda no octógono.

RESULTADO OFICIAL - Sara McMann (EUA) nocauteou Sheila Gaff (ALE) aos 4'06 do 1º round
PRIMEIRO ROUND - Com menos de 10 segundos, McMann já leva a luta para o chão. A norte-americana fica por cima tentando o ground-and-pound, mas Gaff segura o pescoço e evita golpes mais contundentes. Com dois minutos para o fim, o juiz finalmente coloca as duas de pé de novo. McMann encurta rapidamente a distância. Gaff castiga com joelhadas, e McMann vai para as pernas de novo, desta vez sem sucesso. As duas ficam presas na grada. A norte-americana vai mais uma vez para a queda e desta vez cai em ótima posição. Ela trava o braço da alemã com o corpo e castiga o rosto da rival com vários socos. O juiz interrompe a luta. Vitória para McMann

PRÉ-LUTA - McMann é a número 6 do ranking do UFC, enquanto Gaff é a nona colocada. A campeã é Ronda Rousey, que colocará o cinturão em jogo diante de Cat Zingano

PRÉ-LUTA - A terceira luta feminina do UFC vai começar! McMann tem seis lutas como profissional e ganhou todas até aqui. Do outro lado, Gaff tem 10 triunfos, 4 derrotas e um empate na carreira

BRYAN CARAWAY (EUA) vs. JOHNY BEDFORD (EUA) - pesos galo
Getty
Bryan Caraway (EUA) vs. Johny Bedford (EUA) - pesos galo
Bryan Caraway (EUA) vs. Johny Bedford (EUA) - pesos galo
RESULTADO OFICIAL - Bryan Caraway (EUA) finalizou Johny Bedford (EUA) com uma guilhotina aos 4'44 do 3º round

TERCEIRO ROUND - Bedford volta a tentar a luta em pé, mas já não mostra tanta potência para atacar. Caraway vai para as pernas de novo, mas agora Bedford quase inverte a posição. Na luta no chão, porém, melhor para Caraway de novo. Por baixo, porém, Bedford tenta encaixar o triângulo e depois quase encaixa o armlock. Caraway, porém, gira e se defende muito bem. Ele volta a ficar por cima na meia-guarda. Quando tudo parecia se encaminhar para a decisão, Caraway acha espaço e encaixa uma guilhotina para finalizar a luta.

SEGUNDO ROUND - Bedford vai para cima de novo na trocação. Ele tenta mais golpes, mas não consegue acertar nenhum em cheio. Caraway insiste em tentar a queda, mas telegrafa muito as tentativas. Com pouco mais de dois minutos para o fim, ele finalmente consegue derrubar o rival. Ele passa para a meia-guarda e pressiona bastante o rival no chão. O round termina com Caraway por cima e em vantagem de novo.

OPINIÃO ESPN – 10 x 9 Caraway

PRIMEIRO ROUND - Luta começa estudada. Caraway é o primeiro a tentar derrubar o rival, mas sem sucesso. Bedford tenta mais os golpes, enquanto Caraway sempre se abaixa buscando as pernas para levar a luta para o chão. Depois de muito tentar, Caraway gruda nas costas do rival, e os dois caem sentados. Ele vai para os socos e tenta achar o espaço para o mata-leão. Bedford usa as grades para ajudar e consegue se levantar. Em pé, ele tenta se recuperar do tempo perdido e parte para cima com fortes golpes. No fim, porém, Caraway consegue mais um queda e garante a vitória no round.

OPINIÃO ESPN – 10 x 9 Caraway

PRÉ-LUTA - Bedford deveria lutar com Erik Perez, mas o rival teve uma infecção no joelho. Substituto, Caraway chega com 17 triunfos e 6 derrotas na carreira. Ele perdeu em sua última aparição para o japonês Takeya Mizugaki

PRÉ-LUTA - Bedford é outro lutador que esteve no TUF 14. Ele acabou derrotado na semifinal por Dodson. Ele tem um bom cartel de 19 vitórias, 9 derrotas e 1 empate e vem de um triunfo sobre o brasileiro Vina 

LEONARD GARCIA (EUA) vs. CODY MACKENZIE (EUA) - pesos pena
Getty
Leonard Garcia (EUA) vs. Cody McKenzie (EUA) - pesos pena
Leonard Garcia (EUA) vs. Cody McKenzie (EUA) - pesos pena
RESULTADO OFICIAL - Cody McKenzie (EUA) venceu Leonard Garcia (EUA) na decisão unânime dos jurados (29-28, 30-27 e 30-27)
TERCEIRO ROUND - Terceiro round começa mais morno. Garcia tenta partir para cima, mas não encaixa nenhum golpe. Mckenzie tenta ir para as pernas, mas não consegue a queda. Garcia abaixa a guarda e provoca. O assalto fica quase todo em pé. No fim, Mckenzie ainda consegue mais uma queda e garante a vitória fácil

OPINIÃO ESPN – 10 x 9 Mckenzie (30-27 Mckenzie)

SEGUNDO ROUND - O segundo round começa um pouco mais estudado. Mckenzie se joga nos pés do rival, mas não consegue a queda. Os dois se enroscam na grade e vão para o chão. Garcia fica por baixo, em uma posição muito parecia à do primeiro assalto. Desta vez, porém, Garcia consegue desvencilhar e se levanta. Mckenzie insiste em tentar a luta no chão e vai para as pernas. Garcia até começa se defendendo bem, mas vai para o chão, de novo dando as costas para Mckenzie. A luta fica idêntica ao que foi no primeiro round. Mckenzie tenta encaixar o mata-leão, mas não consegue. Garcia faz de tudo para sair da posição, mas também não consegue. O round termina desta forma.

OPINIÃO ESPN – 10 x 9 Mckenzie

PRIMEIRO ROUND - McKenzie parte para cima, mas os dois vão para o chão. Garcia fica por baixo, mas não deixa o rival se levantar. Mckenzie consegue se desvencilhar e vai para as costas. Ele fecha o gancho, castiga com alguns socos e parte, sem sucesso para o mata-leão. Garcia se defende bem, mas Mckenzie não desiste e tenta o golpe mais três vezes. Mckenzie tenta o katagatame, mas acaba perdendo o gancho e sai das costas do rival. Ele ainda fica por cima, castiga com socos e não deixa o rival se levantar. Mckenzie quase encaixa uma guilhotina e depois encaixa um triângulo, mas Garcia é solvo pelo gongo.

OPINIÃO ESPN – 10 x 9 Mckenzie

PRÉ-LUTA - Mckenzie é o 'rei das guilhotinas'. 11 de suas 13 vitórias foram desta forma

PRÉ-LUTA - Luta de alto risco agora no UFC. Garica chega com derrotas nas últimas quatro lutas e com um cartel de 15 triunfos e 10 derrotas. Do outro lado, Mckenzie perdeu três da últimas quatro. Ele, porém, tem um cartel um pouco melhor: 13-2. 

STEVEN SILER (EUA) vs. KURT HOLOBAUGH (EUA) - pesos pena
Getty
Steven Siler (EUA) vs. Kurt Holobaugh (EUA) - pesos pena
Steven Siler (EUA) vs. Kurt Holobaugh (EUA) - pesos pena
RESULTADO OFICIAL - Steven Siler (EUA) venceu Kurt Holobaugh (EUA) na decisão unânime dos jurados (29-28, 29-28, e 29-28)

TERCEIRO ROUND - A luta começa numa trocação mais franca em pé. Os dois ficam presos na grade trocando posições. Holobaugh consegue se livrar do clinch, mas Siler acerta mais golpes em pé. Siler passa uma rasteira no rival, leva a luta para o chão de novo e pega as costas mais uma vez. Ele faz o giro e prepara o mata-leão com socos. Holobaugh gruda o queixo no peito e defende o golpe. Siler desiste do golpe. Holobaugh tenta se levantar, e Siler vai mais uma vez para o mata-leão. Holobaugh se defende, mas não consegue sair da posição e termina a luta por baixo e apanhando.

OPINIÃO ESPN – 10 x 9 Siler (29-27 Siler)

SEGUNDO ROUND - Siler começa indo para cima e já consegue a queda. Desta vez, Holobaugh tenta encaixar uma guilhotina, mas fica em uma posição complicada e perde a posição. Siler faz posição e se levanta. Ele tenta aproveitar o rival ainda no chão, mas acaba caindo e ficando por baixo. Holobaugh não aproveita, e os dois se levantam de novo. Holobaugh consegue nova queda e tenta novamente encaixar a guilhotina. O golpe não tem efeito, mas ele acerta um forte soco no rosto do rival. Holobaugh fica agachado por cima, em uma posição estranha, e não consegue achar golpes. Ele finalmente se levanta e deixa o rival também se levantar. De pé, Siler aproveita e acerta uma ótima sequência de socos. Holobaugh responde com chutes baixos. Os dois vão novamente para o chão, de novo com Siler por baixo e em uma posição estranha.

OPINIÃO ESPN – 10 x 9 Holobaugh

PRIMEIRO ROUND - Os dois começam trocando chutes. Siler acerta a cabeça do rival, mas sem força. Holobaugh roda bastante o braço, mas não acerta nenhum golpe em cheio. Os dois vão para o clinch. Holobaugh consegue se desvencilhar e coloca o rival com as costas na grade. Siler aproveita para pegar de novo no clinch. Siler acha espaço e consegue uma linda queda. No chão, ele pega rapidamente as costas, fecha o gancho e castiga o rival com socos na cabeça. Siler tenta puxar para o mata-leão, mas Holobaugh se defende e tenta se levantar. Holobaugh tenta girar para se livrar, mas Siler acompanha o movimento e encaixa o mata-leão. A luta parece que vai terminar, mas Holobaugh aguenta impressionantemente e sai da posição. Siler continua castigando, e o rosto de Holobaugh já sangra abundantemente.

OPINIÃO ESPN – 10 x 8 Siler

PRÉ-LUTA - Siler deveria enfrenta Jimy Hettes na noite deste sábado, mas o rival se lesionou. Melhor para Holobaugh, que faz sua estreia no UFC. Holobaugh acaba de perder sua invecibilidade diante de Pat Healey no Strikeforce. Ele tem 10 lutas e 9 vitórias no cartel.

PRÉ-LUTA - Siler esteve no The Ultimate Fighter 14, o reality show. Ele acabou eliminado pelo brasileiro Diego Brandão, que viria a ser o campeão da temporada. Na carreira, são 21 triunfos e 10 derrotas.
Publicidade