Com preço salgado, CBF lança terceiro uniforme da seleção em verde escuro; veja fotos

ESPN.com.br
Divulgação
Detalhe da camiseta do terceiro uniforme da seleção brasileira
Detalhe da camiseta do terceiro uniforme da seleção brasileira

A seleção brasileira terá mesmo um uniforme verde escuro. As vestimentas já haviam vazado na internet nos últimos dias, mas só foram lançadas oficialmente nesta terça-feira.

O uniforme tem um tom bem escuro de verde e conta com o escudo da CBF em dourado. Segundo a entidade, ele será destinado ao torcedor. Pelo estatuto, o time não poderá vestí-lo em nenhuma partida.

O preço, porém, é um tanto quanto salgado. A versão mais sofisticada, que seria a utilizada pelos jogadores, custa R$ 450. A réplica, com tecido pior, sai por R$ 250.

O novo uniforme é da campanha "#Brasileiragem" - a combinação das palavras "Brasil e boleiragem", que "celebra a boa fase da seleção e o resgate da alegria e confiança".

Divulgação
Brasil Seleção Brasileira Nova Camisa 3 28/03/2017
Detalhe da gola da nova camisa da seleção
Divulgação
Detalhe do shorts do terceiro uniforme do Brasil
Detalhe do shorts do terceiro uniforme do Brasil
Divulgação
Philippe Coutinho Nova Camisa 3 Seleção Brasileira Nike 28/03/2017
Philippe Coutinho com a nova camisa do Brasil

Gigante europeu surpreende e, após 43 anos, troca Adidas por Puma

Francisco De Laurentiis, do ESPN.com.br
Matthew Ashton/EMPICS via Getty Images
Olympique de Marselha Adidas Braçadeira Capitão Rennes Campeonato Frances 11/09/1998
Olympique de Marselha veste Adidas deste a temporada 1974/75: fim de uma era

Quando o bilionário Frank McCourt comprou o Olympique de Marselha, um dos mais tradicionais e importantes times da Europa, em outubro do ano passado, ele prometeu investir R$ 700 milhões nas próximas temporadas para transformar o clube em potência novamente - como nos anos 90, quando os marselheses conquistaram três Campeonatos Franceses e uma Uefa Champions League. Não era esperado, porém, que ele decidisse acabar com uma das mais famosas parcerias time/fornecedor na história.

Na última segunda-feira, a Puma comunicou, por meio das redes sociais, que irá assumir o uniforme do Olympique a partir da temporada 2018/19.

"Nos vemos em julho de 2018...", postou a marca germânica, no Instagram.

Ou seja: será o fim da parceria de mais de 40 anos entre a equipe de Marselha e a Adidas, que fabrica os uniformes azuis e brancos desde a temporada 1974/75, num dos mais longos acordos de todos os tempos no futebol e no esporte em geral.

Segundo a imprensa francesa, o principal motivo dessa decisão foi mesmo o dinheiro: a Puma ofereceu mais que a concorrente e acabou fechando contrato por 14 milhões de euros (R$ 47,5 milhões) até 2023 com o atual 5º colocado da Ligue 1.

Além disso, a Puma concordou em ceder o comando das lojas à diretoria do clube, o que a Adidas não queria fazer - isso também acabou motivando o fim da longa era.

Payet marca o seu primeiro na Ligue 1 e Olympique de Marseille bate o Guingamp

Com isso, a Adidas só fará mais um lançamento de linha para o Olympique de Marselha: o da temporada 2017/18, que ainda será divulgado pela empresa alemã em breve.

Vale lembrar que, apesar de estar meio sumido nos últimos anos, o OM é um dos maiores clubes da Europa. Além de ser o único time francês a conquistar a Liga dos Campeões, a equipe acumula nove títulos da Ligue 1, 10 da Copa da França e três da Copa da Liga.

  • 43 anos (quase) ininterruptos

Marselha bate Angers, embala 2ª vitória seguida e sobe para o 5º lugar

Olympique e Adidas iniciaram sua longa parceria em 1974, quando o time de Marselha passou a ter as três listras características da marca nas mangas de seu uniforme.

Desde então, o acordo só foi desfeito temporariamente por um ano: entre 1993 e 1994, quando o time francês foi investigado pela Uefa e punido em um escândalo de tentativa de manipulação de resultados na Ligue 1, o que inclusive lhe rebaixou para a segunda divisão francesa e o impediu de disputar competições internacionais, como a Champions League de 1993/94 (mesmo sendo o atual campeão do torneio continental).

Por causa desse problema, aliás, o Olympique foi retirado da disputa da Copa Intercontinental de 1993, e o Milan, vice-campeão da Liga dos Campeões 1992/93, foi selecionado para jogar no Japão contra o São Paulo. Em campo, o Tricolor venceu os italianos por 3 a 2 e faturou a taça.

Em 1994, o acordo entre Marselhe e Adidas foi retomado, e a marca continuou fabricando os uniformes da equipe, alternando camisas bonitas, camisas não tão bonitas e uniformes revolucionários.

Uma das indumentárias mais lembradas pelos fãs é a camisa dois da temporada 2008/09, com losangos que deixaram o uniforme com cara de "suéter da vovó". Os torcedores tiveram relação de amor e ódio, mas é inegável que a peça entrou para a história.

VALERY HACHE/AFP/Getty Images
Brandão Olympique de Marselha Monaco Campeonato Frances 15/02/2009
O atacante Brandão com a camisa dois da temporada 2008/09: histórica

O tom de azul do manto também mudou diversas vezes ao longo dos anos.

Horizontal, vertical, finas, grossas, meio a meio... Em 20 anos, Nike 'bagunça' azul-grená do Barcelona; veja todas as camisas

Francisco De Laurentiis, do ESPN.com.br
Quem foi o melhor brasileiro no Barcelona? R. Gaúcho, Ronaldo, Rivaldo, Romário ou Neymar?

Nesta quinta-feira, o site footyheadlines.com vazou aquela que será a próxima camisa do Barcelona, com muito azul e pouco grená, em um desenho revolucionário, moderno e inovador, que promete gerar muita polêmica entre os admiradores do time catalão.

Mexer com a tradição no Barça, aliás, nunca foi problema para a Nike, empresa norte-americana que fabrica os uniformes do clube desde 1999, quando assumiu no lugar da italiana Kappa.

Nesses 18 anos, a multinacional já fez de tudo no manto: alterou o tamanho das listras, fez uniformes meio a meio, colocou detalhes coloridos e até mesmo alterou algo que foi considerado praticamente um sacrilégio: listras horizontais ao invés de verticais.

Confira como o uniforme do Barça mudou ao longo dos anos com a Nike:

Brasil terá camisa 3 verde-escura, mas que não será usada em jogos

Francisco De Laurentiis, do ESPN.com.br
Neymar é um ídolo nacional? Hofman responde e fala em cobrança exagerada da imprensa

A Nike lançará oficialmente nos próximos dias a nova camisa três da seleção brasileira.

O modelo, que já vazou na web, é verde-escuro com distintivo dourado.

Ele segue também o mesmo template que a fornecedora norte-americana usou em lançamentos recentes, como as camisas três de Estados Unidos e França.

Reprodução

A novidade será vendida aos torcedores e poderá ser usada por atletas em eventos promocionais. No entanto, a CBF veta em seu estatuto que ela possa ser usada em campo.

Portanto, o Brasil seguirá jogando apenas de amarelo ou de azul.

As seleções de outros países, porém, vêm atuando com os uniformes alternativos.

Torcida da Ponte Preta protesta contra uniforme azul: 'Chega da camisa colorida'

Francisco De Laurentiis, do ESPN.com.br
William Lima/Photopress/Gazeta Press
Pottker Ponte Preta Novorizontino Campeonato Paulista 18/03/2017
Ponte Preta jogou de azul e perdeu do Novorizontino

Lançada na semana passada, a nova camisa três da Ponte Preta já tem "inimigos".

Nesta segunda-feira, dois dias depois da derrota em casa para o Novorizontino, pelo Campeonato Paulsita, torcedores da "Macaca" protestaram contra o uniforme azul, lançado pela Adidas, que será uma das vestimentas da equipe nesta temporada.

"Respeitem nossas tradições. Preto e branco é a nossa cor. Chega de camisa colorida", escreveram torcedores, em uma faixa deixada em frente ao estádio Moisés Lucarelli.

Luciano Claudino/Código19/Gazeta Press
Ponte Preta Torcida Protesto Camisa Azul 20/03/2017
Torcedores protestaram com faixa no Moisés Lucarelli

Esta é a segunda temporada seguida em que a Ponte tem uma camisa colorida como uniforme três. No ano passado, o clube disputou algumas partidas de amarelo.

mais postsLoading